Movimentos sociais e políticas educacionais na Era da barbárie

Autores

Henrique Tahan Novaes (ed)
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília

Palavras-chave:

Democracia e educação, Movimentos sociais, Educação – Políticas públicas, Neoliberalismo, Educação do campo, Cooperativismo

Sinopse

Os capítulos que integram o livro intituladoMovimentos sociais e políticas educacionais na era da barbárie, organizado por Henrique Tahan Novaes, apresentam resultados de diferentes pesquisas desenvolvidas em trabalhos de doutorado, mestrado e iniciação científica, que têm como temática aglutinadora o trabalho, a educação e a democracia nos movimentos sociais. A principal categoria que perpassa os diferentes estudos é a do trabalho associado. O trabalho associado diz respeito a coletivos de trabalhadores que se auto-organizam para produzir. Na auto-organização dos trabalhadores são vivenciadas novas relações de trabalho e de divisão do poder que apontam para uma perspectiva organizacional do trabalho anti-hegemônica. Além da organização do trabalho, outro tema recorrente nos coletivos de trabalho associado é o da educação, teorizada e praticada como uma educação para além do capital. O contato com este excelente livro trará, sem dúvida, uma leitura muito proveitosa para as pessoas interessadas nas temáticas ligadas à educação democrática e ao trabalho associado.

Auxílio Nº 0798/2018, Processo Nº 23038.000985/2018-89, Programa PROEX/CAPES

Selo Editorial:

Logo_e-book_-_Oficina1.jpg      Logo_e-book_-_Cultura_academica1.jpg    

Apoio:

Logo_e-book_-_Capes1.jpg   

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Tahan Novaes, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Unesp - Araraquara (2001) e mestrado (2005) e doutorado (2010) em Política Científica e Tecnológica pela Unicamp. No mestrado estudou o Processo de Adequação Sóciotécnica nas Fábricas Recuperadas brasileiras e argentinas, com financiamento da Fapesp. Sua dissertação resultou no Livro - O fetiche da tecnologia - a experiência das fábricas recuperadas - (Expressão Popular/Fapesp, 2007. E 2010, 2a Edição). No doutorado, também com bolsa Fapesp, estudou - a relação universidade-movimentos sociais na América Latina: habitação popular, agroecologia e fábricas recuperadas. Tem experiência em Mundo do Trabalho Associado, Escolas de Movimentos Sociais e relação universidade-movimentos sociais. Coordenador do Curso e Aperfeiçoamento Movimentos Sociais e Crises Contemporâneas à luz dos clássicos do Materialismo Crítico (11a Edição). Coordenador do Curso Técnico em Agropecuária integrado ao ensino médio, com ênfase em agroecologia e agrofloresta (parceria UNESP-Centro Paula Souza-PRONERA-Movimentos Sociais). Membro dos grupos de Pesquisa Instituto Brasileiro de Estudos Contemporâneos (IBEC-São Paulo) e Organizações e Democracia (Unesp-Marília). É Docente da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp Marília, desde fev. de 2011 e professor do Programa de Pós Graduação em Educação desde fevereiro de 2013.

Fabiana de Cássia Rodrigues, Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001), mestrado em História Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (2005) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2013). Atualmente é professora do Departamento de Filosofia e História da Educação da Faculdade de Educação, da Universidade Estadual de Campinas. Pesquisadora do Grupo Histedbr e do GEPECS, na FE - Unicamp. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em História da Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: pensamento social e educacional, movimentos sociais, história e historiografia da educação, história de periódicos educacionais, a luta das mulheres e do Movimento Negro Unificado na defesa da educação pública. Autora do livro "MST: formação política e reforma agrária nos anos de 1980." 

João Henrique Souza Pires

Discente em nível de doutorado do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE) da Universidade Estadual Paulista - UNESP campus de Marilia. Bolsista pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Lais Ribeiro dos Santos Lima

Pedagoga formada na UNESP Marília e Mestre em educação na mesma instituição. Professora da rede municipal de Marília.

Raimundo José dos Santos Filho

Professor do Instituto Federal de Rondônia e Doutorando em Educação pela Faculdade de Ciências e Filosofia da Universidade Estadual Paulista – UNESP, do programa DINTER IFRO/UNESP.

Fabio Sousa Mendonça de Castro

Economista, mestre em Economia pela UNESP (2015), doutorando em Economia Política Mundial pela UFABC e professor de ensino superior na FMU.

Gabriel Nemirovsky

Professor da UFMS. Doutor em educação pela UNESP Marília.

Julio Hideyshi Okumura

Graduado em Pedagogia e Mestre em Educação pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus Marília. Atualmente cursa doutorado em educação pelo programa de pós-graduação na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - Campus Marília.

Aline Cristine Ferreira Braga do Carmo

Doutoranda em Educação pela UNESP - Marília. Atua como docente no Instituto Federal do Mato Grosso. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Goiás/UFG/Campus Jataí (2015). Pósgraduada em práticas docentes e gestão na educação básica (2013). Graduada em Ciências Sociais com ênfase em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Filosofia e Ciências/ UNESP/Campus de Marília (2010). Desenvolve pesquisas e estudos na área da sociologia da educação, tendo como foco principal as políticas públicas educacionais.

Mônica Galhego Sampaio

Mestranda em Educação, na linha Políticas Educacionais, Gestão de Sistemas e Organizações, Trabalho e Movimentos Sociais, pela Faculdade de Filosofia e Ciências (UNESP/Marília); graduada em Licenciatura Plena em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia e Ciências (UNESP/Marília); graduada em Administração de Empresas pela Fundação de Ensino Eurípides Soares da Rocha (UNIVEM/Marília). É membro do Grupo de Pesquisa Organizações e Democracia (UNESP/Marília). E-mail: monigalhego@bol.com.br.

Bruno Michel da Costa Mercurio

Mestrando no PPG Educação, Faculdade de Filosofia e Ciências – UNESP.

Douglas Antonio Rodrigues Silva

Doutorando em Educação no PPGE da FFC-UNESP Marília.

Filipe Bellinaso

Mestre em Educação pela Universidade Estadual Paulista (UNESP), na Faculdade de Filosofia e Ciências em Marília, defendeu a dissertação intitulada "Educação a Distância (EAD) e o Trabalho Docente: O Aumento da Precarização", do qual contou com auxílio da bolsa CAPES-DS. Bacharel e licenciado em Ciências Sociais pela mesma universidade, participou do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID) de Sociologia desde ago/2013 até mar/2016, e desenvolveu iniciação científica pelo PIBIC de ago/206 a mar/2017. Atualmente é professor da rede pública do Estado de São Paulo nas disciplinas de Geografia e História.

Edevania Trevizan

Servidora da UTFPR. Doutora em educação pela UNESP Marília.

Downloads

Publicado

December 3, 2020

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

Co-publisher's ISBN-13 (24)

978-65-86546-99-6

Date of first publication (11)

2020

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

Co-publisher's ISBN-13 (24)

978-65-86546-72-9

Date of first publication (11)

2020