Teoria histórico-cultural: questões fundamentais para a educação escolar

Autores

Maria Valéria Barbosa (ed)
Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília
Stela Miller (ed)
Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília
Suely Amaral Mello (ed)
Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Palavras-chave:

Pedagogia crítica, Educação - Filosofia, Psicologia do desenvolvimento, Educação e Estado

Sinopse

A presente coletânea reúne artigos de pesquisadores nacionais e internacionais que participaram, em 2014, do evento que reuniu a 13ª Jornada do Núcleo de Ensino da Faculdade de Filosofia e Ciências — UNESP — Campus de Marília e o 2º Congresso Internacional sobre a Teoria Histórico-Cultural, que teve como objetivo discutir o modo pelo qual essa teoria possibilita compreender o processo de desenvolvimento humano, tendo o espaço escolar e sua organização como lócus privilegiado para a potencialização deste desenvolvimento. Essa compreensão é fundamental para que possamos fazer face aos problemas que têm afetado os processos de ensinar e de aprender na escola básica brasileira e que se expressam em resultados de pesquisas muito pouco animadores. Muitos grupos de pesquisas no Brasil vêm se dedicando ao estudo da Teoria histórico-cultural em busca da articulação de uma teoria pedagógica que possa orientar a proposição de um sistema de ensino suficientemente racional, fundamentado científica e praticamente, que possa superar essa problemática sem solução até hoje. A construção de uma teoria pedagógica exige a compreensão de suas bases teóricas e de um método que possibilite a estruturação de elementos mediadores que façam concretizar a teoria sob a forma de práticas, seja no nível das práticas educativas, seja na pesquisa, seja na formação de professores, em busca de superar o verbalismo sobre as teorias, típico das práticas pedagógicas marcadas pelo senso comum. Os artigos resultantes das palestras realizadas durante o evento levam-nos a compreender as bases teórico-metodológicas da Teoria histórico-cultural e a refletir sobre questões fundamentais como a formação das funções psíquicas superiores e a mediação, bem como sobre diferentes formas de conduzir o trabalho educativo de modo a que este possa levar à superação das dificuldades que obstaculizam o processo de formação do alunos e faça avançar seu desenvolvimento na direção de sua humanização. 

Selo Editorial:

Logo_e-book_-_Oficina1.jpg      Logo_e-book_-_Cultura_academica1.jpg

 

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Valéria Barbosa, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Possui Doutorado pela Faculdade de Filosofia e Ciências - Unesp - Campus de Marília, onde atualmente é professora assistente doutora, atuando na graduação de Ciências Sociais e Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais. Tem experiência de ensino e pesquisa na área de Sociologia da Educação, com ênfase nos seguintes temas: negro e educação, análise de política educacional, processos de ensino e aprendizagem e a Teoria Histórico-Cultural, ensino de Sociologia e Cidadania e Direitos Humanos.

Stela Miller, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Possui Doutorado em Ensino na Educação Brasileira pela Faculdade de Filosofia e Ciências - Unesp - Campus de Marília (1998). Atualmente é professora assistente doutora aposentada do Departamento de Didática da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp – Campus de Marília (SP) e professora voluntária do programa de Pós-Graduação em Educação na mesma Instituição. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa (Fundamental I).

Suely Amaral Mello, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Possui Doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1996). Atualmente é professora voluntária do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Filosofia e Ciências – Unesp - Campus de Marília. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil. É vice-líder do grupo de pesquisa “Implicações Pedagógicas da Teoria Histórico-Cultural” e coordenadora do “Grupo de Estudos em Educação Infantil” da Faculdade de Filosofia e Ciências – Unesp Campus de Marília.

Carrie Lobman, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Trabalha na “Rutgers Graduate School of Education – New Jersey - USA” com pesquisa educacional e formação de professores. Pesquisa o valor da improvisação e do jogo para a aprendizagem e o desenvolvimento humano. Defende o jogo e a criatividade para a educação das pessoas de todas as idades. É consultora para programas educativos em nível internacional. Atualmente é diretora pro-bono da pedagogia para o Instituto East Side – New York.

Dermeval Saviani, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Professor Titular aposentado de História da Educação da UNICAMP. É Professor Emérito da UNICAMP, Pesquisador Emérito do CNPq e Coordenador Geral do Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil (HISTEDBR). É especialista em Filosoia e História da Educação, dedicando-se a temas como: educação brasileira, historiograia e educação, história da escola pública, pedagogia e teorias da educação.

Lígia Márcia Martins, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Livre Docente em Psicologia da Educação e Professora Adjunta da Faculdade de Ciências, Universidade Estadual Paulista, UNESP Campus de Bauru. Atua nos cursos de Graduação em Psicologia - Departamento
de Psicologia da Faculdade de Ciências, Campus de Bauru, e Pós-Graduação em Educação Escolar - Faculdade de Ciências e Letras, Campus de Araraquara. É vice líder do Grupo de Pesquisa Estudos Marxistas em Educação.

Luis Quintanar, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Tem Doutorado em Neuropsicologia pela Universidade Estatal de Moscou, Rússia e Pós-doutorado em Neuropsicologia pela Universidade de Sevilha, Espanha. É coordenador do Programa de Mestrado em Diagnóstico e Reabilitação Neuropsicológica da Faculdade de Psicologia da Benemérita Universidade Autônoma de Puebla, México. Possui título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Nacional do Peru (Huánuco). É membro fundador da Sociedade Mexicana de Neuropsicologia.

Malcolm Reed, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Docente da Faculdade de Educação da Universidade de Bristol (UK) e atua como orientador de doutoramento e coordenador de estágio doutoral, especialmente nos métodos de pesquisa histórico-cultural e narrativos. Tem experiência de mais de 25 anos formando professores para o ensino secundário de Inglês. Pesquisa negatividade e interação em sala de aula em uma escola secundária
local. É o atual presidente da Sociedade Internacional para a Pesquisa Histórico-Cultural e da Atividade (ISCAR).

Maria Eliza Mattosinho Bernardes, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Possui Doutorado em Metodologia do Ensino pela Faculdade de Educação da USP (2006). Atualmente trabalha na Universidade de São Paulo e integra o Grupo de Estudo e Pesquisa sobre Atividade Pedagógica (GEPAPe USP) e o Grupo de Estudo sobre a Psicologia Histórico-Cultural no LIEPPE (IP USP). Lidera o Grupo de Estudo e Pesquisa Educação, Sociedade e Políticas Públicas - GEPESPP (EACH USP/ CNPq) e o Laboratório de Educação e Desenvolvimento Psicológico – LEDEP (EACH USP/CNPq).

Marise Nogueira Ramos, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Possui doutorado em Educação pela Universidade Federal Fluminense (2001) e Pós-doutorado em Etnossociologia do Conhecimento Proissional na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro/Portugal (2012). É Especialista em Ciência, Tecnologia, Produção e Inovação em Saúde Pública da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fundação Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz) e professora adjunta da Faculdade de Educação da UERJ.

Mohamed Elhammoumi, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Formado pela Universidade de Sorbonne e desenvolve estudos no campo da Psicologia Cultural, Desenvolvimento Infantil e estruturas simbólicas da memória cultural. Em seus muitos escritos, tem discutido as ideias de L. S. Vygotsky, Karl Marx, A. N. Leontiev, A. Luria, G. Politzer, H. Wallon, L. Sève, e outros, a im de examinar os problemas da atividade humana (e não comportamento), analisando-os a partir da perspectiva sócio-histórico-cultural.

Neire Márcia da Cunha, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Docente no curso de Pedagogia da Universidade de Uberaba (UNIUBE) e colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Educação da UNIUBE. É Mestre em Educação pela Universidade de Uberaba (UNIUBE) (2014) e Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Marília. É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas de Instrução, Desenvolvimento e Educação (GEPIDE) da UNIUBE.

Orlando Fernández Aquino, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Doutor em Ciências Pedagógicas pelo Instituto Superior Pedagógico “Félix Varela” - Villa Clara, Cuba (homologação: Universidade de São Paulo - Doutor em Educação) e Pós-doutor em Educação pela PUC de Goiás. É Professor-pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade de Uberaba (UNIUBE). Lidera o Grupo de Estudos e Pesquisas em Instrução, Desenvolvimento e Educação (GEPIDE).

Yulia Solovieva, Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC - Campus de Marília

Tem Doutorado em Psicologia pela Faculdade de Psicologia da Universidade Estatal de Moscou, Rússia (2000) e Pós-doutorado em Neuropsicologia pela Universidade de Sevilha, Espanha. É Professora Investigadora no Curso de Mestrado em Diagnóstico e Reabilitação Neuropsicológica na Faculdade de Psicologia da Benemérita Universidade Autônoma de Puebla, México. Possui título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Nacional do Peru (Huánuco).

Publicado

May 18, 2016

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

ISBN-13 (15)

978-85-7983-771-5

Date of first publication (11)

2016

Dimensões físicas

160mm x 230mm x 10mm

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

ISBN-13 (15)

978-85-7983-772-2

Date of first publication (11)

2016

Dimensões físicas

160mm x 230mm x 10mm