As (contra)reformas na educação hoje

Autores

Luciana Aparecida Araújo Penitente (ed)
Sueli Guadelupe de Lima Mendonça (ed)
Stela Miller (ed)

Sinopse

“Mais do que nunca, o falso foco presente nas (contra)Reformas, em especial da educação, leva a um momento muito especial, de sérios retrocessos, que por sua importância e relevância, deveria se caracterizar por intensa discussão entre todos aqueles que participam, direta ou indiretamente, dos processos desenvolvidos no interior das escolas. Entretanto, o que vemos acontecer não corresponde ao processo democrático e transparente de discussão dos novos rumos a serem tomados na educação brasileira. Ao contrário, esse momento histórico caracteriza-se pela vivência de situações decorrentes de uma gestão “pública” impositiva, autoritária, cerceadora dos direitos sociais, que busca, pela ausência de debate e utilização de instrumentos legais antidemocráticos, como Medida Provisória e desrespeito às normas legais, fazer valer seu projeto de nação e de educação sobre o povo e não com o povo brasileiro.”

Selo Editorial:

Logo_e-book_-_Oficina1.jpg      Logo_e-book_-_Cultura_academica1.jpg    

Apoio:

Prograd_1.png

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Aparecida Araújo Penitente

Graduação em Pedagogia (1995), Mestrado em Educação (2001) e Doutorado em Educação (2005) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Pós-doutorado pela Fundação Carlos Chagas (2013). É docente da Faculdade de Filosofia e Ciências - Unesp/Marília, atuando no curso de Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Educação. É líder do Grupo de Pesquisa Filosofia Contemporânea: Habermas. É membro do Grupo de Pesquisa do Programa de Estudos Pós-Graduandos em Educação: Psicologia e Educação da PUC/SP.

Sueli Guadelupe de Lima Mendonça

Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1983), mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1990) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1998). É docente do Departamento de Didática e membro do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências – Unesp/Marília. É líder do Grupo de Pesquisa Implicações pedagógicas da teoria histórico-cultural e Coordenadora Institucional do Pibid/Unesp.

Stela Miller

Doutorado em Ensino na Educação Brasileira pela Faculdade de Filosofia e Ciências - Unesp - Campus de Marília (1998). É docente aposentada do Departamento de Didática da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp – Campus de Marília (SP) e professora voluntária do programa de Pós-Graduação em Educação na mesma Instituição. É membro do Grupo de Pesquisa Implicações pedagógicas da teoria histórico-cultural. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa (Fundamental I).

Angelo Antonio Abrantes

Graduação (e Licenciatura Plena) em Psicologia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992), Mestrado em Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1997) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2011). Atualmente é Professor Assistente Doutor da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Tem experiência na área de Psicologia Social, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento, atuando principalmente com psicologia da Educação, desenvolvimento humano e educação infantil.

Camila Mendes Pinheiro

Graduação em Pedagogia (2012) e mestrado  em Educação (2015) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, cuja dissertação resultou na publicação pelo selo Cultura Acadêmica do livro “Em defesa da escola pública”. Atualmente é analista sociocultural do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em gestão e política educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão democrática, participação, Fórum nacional em defesa da escola pública, Constituição de 1988 e grêmio estudantil.

César Augusto Minto

Graduação em Ciências Biológicas pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Farias Brito (1975), mestrado em Educação (Didática) pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Educação (Administração Escolar) pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é Professor Doutor do Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação (EDA), da Faculdade de Educação
da Universidade de São Paulo.

Dirce Zan

Graduação em Pedagogia (1991), mestrado (1996) e doutorado (2005) em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente é docente do Departamento de Ensino e Práticas Culturais (DEPRAC) e Diretora da Faculdade de Educação (2016-2020) da mesma Universidade. Foi coordenadora de graduação (pedagogia e licenciaturas) na Unicamp e membro da diretoria do CEDES. Fez parte do Conselho Técnico Científico da Capes/Educação Básica (2011-2017). Desenvolve trabalhos de investigação na área de Educação, com ênfase nos seguintes temas: ensino médio, juventude e cultura.

Gicele Maria Cervi

Graduação em Pedagogia pela Universidade do Vale do Itajaí (1988), mestrado em Educação pela Universidade Regional de Blumenau (1998) e doutorado em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade
Católica de São Paulo (2010). Atualmente é professora na Universidade Regional de Blumenau. Professora do Mestrado em Educação e Coordenadora do PPGE-FURB. Coordenadora do Grupo de Pesquisa Políticas de Educação na Contemporaneidade. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: escola, currículo, formação, tecnologias e gestão. Coordenadora Institucional do PIBID-FURB desde 2011.

Hilda Micarello

Pós-doutorado (PUC- Rio), doutorado (PUC-Rio) e mestrado (UFJF), todos em Educação. Professora adjunta da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora; atua no Programa de Pós-
-graduação em Educação e no Programa de Pós-graduação profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública. Especialista em linguagem e alfabetização do CAED/UFJF (Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação). Líder do grupo LINFE, que desenvolve pesquisas e projetos de extensão nos campos da infância, linguagens e educação. Áreas de interesse: infâncias, linguagem, formação de professores, gestão e avaliação da educação pública.

Karina Perin Ferraro

Graduação em Pedagogia (2008), Mestrado em Educação (2011) e atualmente é Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Política e Gestão Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, gestão democrática e participação discente. Foi Secretária da Associação Brasileira de Educadores Marxistas (ABEM) (2011-2015).

Lalo Watanabe Minto

Graduado em Economia pela Universidade Estadual Paulista (2001); Mestre (2005) e Doutor (2011) em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. Professor do Departamento de Filosofia e História da Educação, da Faculdade de Educação da Unicamp, atuando nas áreas de História da Educação e Política Educacional. Pesquisa com ênfase na educação superior. Pesquisador e coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas Educação e Crítica Social (GEPECS). Autor de: A educação da miséria: particularidade
capitalista e educação superior no Brasil (2014) e As Reformas do Ensino Superior no Brasil: o público e o privado em questão (2006).

Stela Miller

Doutorado em Ensino na Educação Brasileira pela Faculdade de Filosofia e Ciências - Unesp - Campus de Marília (1998). É docente aposentada do Departamento de Didática da Faculdade de Filosofia e Ciências da Unesp – Campus de Marília (SP) e professora voluntária do programa de Pós-Graduação em Educação na mesma Instituição. É membro do Grupo de Pesquisa Implicações pedagógicas da teoria histórico-
-cultural. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa (Fundamental I).

Suely Amaral Mello

Graduação em Letras Modernas pela Universidade Estadual Paulista (1975), mestrado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1981) e doutorado em Educação pela Universidade Federal de São Carlos (1996). É professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista /Unesp-campus de Marília. É vice-líder do grupo de pesquisa
“Implicações Pedagógicas da Teoria Histórico-Cultural”; e coordenadora do Grupo de Estudos em Educação Infantil da Faculdade de Filosofia e Ciências, Unesp, Marília. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação Infantil.

Suzana Marcolino

Graduada em Psicologia pela Unesp - campus de Bauru. Mestre em Educação: Psicologia da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e Doutora em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Unesp-Marília. Concluiu pesquisa de pós-doutorado com bolsa do Programa de Pós-Doutorado Junior (PDJ) do CNPq (2014-2015), desenvolvendo a pesquisa intitulada
“O enriquecimento da brincadeira no contexto pedagógico: a inserção de objetos sem significação lúdica específica”. Membro do grupo de Infância, Arte, Práticas Educativas e Psicossociais da UFSCar, Campus de Sorocaba.

Publicado

September 18, 2018

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

ISBN-13 (15)

978-85-7983-984-9

Date of first publication (11)

2018

Dimensões físicas

160mm x 230mm x 10mm

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

ISBN-13 (15)

978-85-7983-985-6

Date of first publication (11)

2018

Dimensões físicas

160mm x 230mm x 10mm