Tempos de greve na Universidade Pública

Autores

Maria Candida Del-Masso (ed)
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Educação Especial.
http://orcid.org/0000-0003-2573-437X

Palavras-chave:

Universidade Pública - greve

Sinopse

Não apenas o declínio do poder aqu1sJtJvo dos seus servidores, mas os reflexos do esvaziamento das responsabilidades do Estado sobre a Educação e a concomitante sinalização da presença voraz do mercantilismo fomentado por interesses internacionais, com tal descuramento veiculados a partir da OMC, constituíram motivação e contexto sob os quais as universidades estaduais paulistas se mobilizaram em prolongada e bem-sucedida greve no ano 2000. As greves, no mais das vezes apoiadas no estopim episódico das reivindicações salariais, desta feita foi muito além disso. Nas mobilizações, nas assembléias, nas discussões, nos documentos e, sobrerudo, no modo de agir de docentes, funcionários e alunos, estiveram sempre vívidas as preocupações de natureza ampla com as condições reais de atuação em ensino, pesquisa e extensão. Para além das casas decimais atinentes ao índice de reajuste, as reuniões, as aulas públicas e as conversas pessoais buscaram sempre levar em conta variáveis complexas e abrangentes, responsáveis a médio e longo prazo pela deterioração das condições gera.is de trabalho e pelas conseqüências nefastas anunciadas pela onda privatista de ampliação de vagas no ensino superior.

Selo Editorial:

 Unesp_Marília_Publcações2.jpg    Logo_e-book_-_Cultura_academica6.jpg

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Loureiro

Graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (1974), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1984) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1992). Professora aposentada do Departamento de Filosofia da UNESP. Ex-presidente (2003-2011) e atual colaboradora da Fundação Rosa Luxemburgo. Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: Rosa Luxemburgo, social-democracia alemã, Revolução Alemã.

Maria Candida Del-Masso, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Educação Especial.

Graduação em Serviço Social pela Faculdade de Serviço Social, da Instituição Toledo de Ensino de Bauru/SP (1980). Especialização em Reabilitação Profissional - Área Aconselhamento em Reabilitação pela Faculdade de Ciências - UNESP, Bauru/SP (1981). Curso-técnico-profissionalizante em Supervisor de Segurança do Trabalho pela Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho - FUNDACENTRO (1981). Especialização em Reabilitação Profissional - Área Avaliação Profissional pela Faculdade de Ciências - UNESP, Bauru/SP (1982). Master of Science - Rehabilitation Administration Services Program - Rehabilitation Institute - Southern Illinois University at Carbondale - USA (1984). Mestrado em Educação Especial - Educação do Indivíduo Especial pela Universidade Federal de São Carlos/SP (1993). Especialização em Logoterapia Aplicada à Educação pela Sociedade Brasileira de Logoterapia (1998). Doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo/SP (2000). Diretora da FFC - Unesp campus de Marília/SP (2003-2004). Vice-Diretora da FFC - Unesp campus de Marília/SP (2004-2008). Assessora da Pró-Reitoria de Extensão Universitária da Unesp (2009-2012). Coordenadora da Universidade Aberta à Terceira Idade  UNATI  Núcleo Local de Marília/SP (1995-2011). Coordenadora da Universidade Aberta à Terceira Idade  UNATI  Núcleo Central  PROEX  Unesp (2005-2017). Líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Inclusão Social (GEPIS/CNPq desde 1995). Coordenadora do Centro de Estudos e Pesquisas em Inclusão Social (CEPIS/UNESP). Coordenadora do Projeto Livraria Unesp Móvel - Fundação Editora da UNESP (2013 - 2016). Diretora de Difusão Editora da Associação Brasileira de Editoras Universitária (ABEU) - gestão 2013-2015. Diretora Financeira da Associação Brasileira de Editoras Universitária (ABEU) - gestão 2015-2017. Docente Aposentada da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) ? campus de Marília, Departamento de Educação Especial.Coordenadora Editorial do Núcleo de Educação a Distância (NEaD) Unesp (Fevereiro/2017 a Dezembro/2018). Vice-Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação Física em Rede - PROEF da FCT - Unesp campus de Presidente Prudente (início em março 2018). Vice-Coordenadora do Mestrado Profissional em Educação Física em Rede Nacional - PROEF (início em março 2018). Coordenadora Editorial do Instituto de Educação e Pesquisa em Práticas Pedagógicas - IEP³ (Início dezembro/2018 até a presente data) Temas de estudo/atuação: Educação e Educação Especial, Reabilitação Profissional, Profissionalização de Pessoas com Deficiência, Empregado Apoiado. Formação de Professores para Educação Especial e Inclusiva. Envelhecimento Humano. Metodologia da Pesquisa Científica. Educação a Distância.

Kester Carrara, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências de Bauru, Departamento de Psicologia.

Kester Carrara, aposentado em 2019, foi Bolsista de Produtividade do CNPq de 2005 a 2016, Professor Associado (Livre Docente) do Departamento de Psicologia da Faculdade de Ciências da UNESP, campus de Bauru, SP. Possui mestrado pela PUCSP (1981), doutorado pela UNESP (1996) e livre-docência pela UNESP (2003).Foi criador e líder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Delineamentos Culturais (GEPEDEC), certificado pela UNESP e cadastrado no CNPq e pesquisador do Laboratório de Aprendizagem, Desenvolvimento e Saúde (LADS) da Unesp. Foi, também, professor de cursos de graduação e dos programas de pós-graduação em Educação e em Filosofia da Faculdade de Filosofia e Ciências, campus de Marília da UNESP. Publicou diversos artigos em periódicos arbitrados, capítulos de livros e livros, sendo referenciado com maior frequência seu "Behaviorismo Radical: Crítica e Metacrítica", pela Editora UNESP. Foi Editor Geral para Língua Portuguesa do periódico internacional Acta Comportamentalia entre 2014-2015. Atualmente (2018 a 2020), é Editor Associado de Acta Comportamentalia. Tem orientado vários trabalhos de iniciação científica, mestrado, doutorado e pós-doutorado, com bolsas FAPESP e CNPq, nas áreas de Educação e Psicologia. É pesquisador e docente-orientador, atualmente, no Programa de Pós-graduação em Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem, nota CAPES 4, na UNESP-Bauru, programa do qual foi o primeiro Coordenador, entre 2005 e 2007. Participou e participa, sistematicamente, de projetos de pesquisa na área de Psicologia, especialmente sob o enfoque da Análise do Comportamento, ao longo de sua carreira acadêmica como docente universitário desde 1974. Atualmente, sua atuação prioriza História, Teorias e Sistemas em Psicologia, Epistemologia do Behaviorismo Radical e Análise Comportamental da Cultura. Na dimensão de gestão acadêmica, foi membro de diversos conselhos e comissões e várias vezes chefe de departamento de ensino. Em 17/8/2015, recebeu Certificado de Acreditação Honorária e Vitalícia da Associação Brasileira de Análise do Comportamento por contribuições ao desenvolvimento da Análise do Comportamento na pesquisa, ensino, aplicação e divulgação da área no Brasil (Cert. nº 021/2015). Foi Diretor Geral da Faculdade de Filosofia e Ciências, campus da UNESP de Marília, entre 2000 e 2003. 

Marcos Del Roio, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas.

Formado em História e Ciências Sociais pela FFLCH-USP, em nível de bacharelado e licenciatura. Fez o Mestrado em Ciência Política no IFCH-UNICAMP e o doutorado em Ciência Política na FFLCH-USP. Conta com curso de especialização em Política Internacional na Facoltà di Scienze Politiche da Università Statale di Milano. Fez estágio pós doutoral em Política Internacional (1999) nessa mesma instituição e depois em Filosofia do Direito na Università di Roma Tre (2006)e Filosofia Política na Università Statale di Bologna (2011). É Professor Titular em Ciências Políticas na Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP (campus de Marilia), na qual pesquisa e orienta principalmente nas áreas de Teoria Política do Socialismo e Política Operária, contando com Bolsa de Pesquisa 1 C do CNPq. Conta ainda com diversas publicações em forma de livros, capítulos de livro, artigos e outras, no Brasil e no exterior. É também editor da revista Novos Rumos, presidente do Instituto Astrojildo Pereira e foi presidente da International Gramsci Society Brasil (2017-2019). Atualmente é coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNESP-FFC (2017-2021).

Marcos Barbosa de Oliveira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

Bacharel em Física pela Universidade de São Paulo (USP) (1970). Doutor em História e Filosofia da Ciência pela Universidade de Londres (1981). Livre-docente pela USP (1997). Estágios de pesquisa no exterior nas Universidades de Essex (janeiro a março de 1987), de Bristol (outubro a dezembro de 1994) e na New School for Social Research (setembro a dezembro de 1999). Professor Associado da Faculdade de Educação da USP, Departamento de Filosofia da Educação e Ciências da Educação,até a aposentadoria, em agosto de 2014. A partir do mesmo ano, Professor Colaborador junto ao Programa de Pós-Graduação em Filosofia, da FFLCH-USP. Vice-coordenador do Grupo de Pesquisa "Filosofia, História e Sociologia da Ciência e da Tecnologia" do Instituto de Estudos Avançados da USP. Membro da Associação Filosófica Scientiae Studia.

Tullo Vigevani, Universidade Estadual Paulista, Prog. de Pós Grad. em Relações Internacionais da UNESP, UNICAMP e PUC/SP.

TULLO VIGEVANI CONCLUIU O DOUTORADO EM HISTÓRIA SOCIAL PELA UNIVERSIDADE DE SAO PAULO EM 1990. PROFESSOR TITULAR DE CIÊNCIA POLÍTICA A PARTIR DE 9 AGOSTO 2007 DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP). A CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA UNESP LHE OUTORGOU EM ABRIL DE 2014 O TÍTULO DE PROFESSOR EMÉRITO. PUBLICOU 147 ARTIGOS EM PERIÓDICOS ESPECIALIZADOS. POSSUI 61 CAPÍTULOS DE LIVROS E 14 LIVROS PUBLICADOS. PARTICIPOU DE 52 EVENTOS NO EXTERIOR E 180 NO BRASIL. ORIENTOU 19 DISSERTAÇÕES DE MESTRADO E 7 TESES DE DOUTORADO, ALÉM DE 22 TRABALHOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS ÁREAS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E CIÊNCIA POLITICA. ENTRE 1988 E 2014 PARTICIPOU DE 13 PROJETOS DE PESQUISA, SENDO QUE COORDENOU 9 DESTES. ATUALMENTE COORDENA 4 PROJETOS. ATUA NA ÁREA DE CIÊNCIA POLITICA, COM ÊNFASE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS. EM SUAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS INTERAGIU COM 89 COLABORADORES EM CO-AUTORIAS DE TRABALHOS CIENTÍFICOS. AS PALAVRAS-CHAVE MAIS FREQÜENTES NA SUA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SÃO: MERCOSUL, POLÍTICA EXTERIOR DO BRASIL, INTEGRAÇÃO REGIONAL, GLOBALIZAÇÃO, ESTADOS UNIDOS, PARADIPLOMACIA E REGIMES INTERNACIONAIS. É PESQUISADOR DO CENTRO DE ESTUDOS DE CULTURA CONTEMPORÂNEA (CEDEC) E DO INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ESTUDOS DOS ESTADOS UNIDOS (INCT-INEU). COLABORA COM DIFERENTES INSTITUIÇÕES E PARTICIPA DE INÚMEROS CONSELHOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÕES. APOSENTADO E PROFESSOR VOLUNTÁRIO A PARTIR DE 21 DE SETEMBRO DE 2012. BOLSISTA 1A DO CNPQ. SÓCIO EMÉRITO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS (ABRI) DESDE 2015. HOMENAGEADO PELA ASSOCIAÇÂO BRASILEIRA DE CIÊNCIA POLÍTICA (ABCP) NO XI ENCONTRO DA ABCP EM 2018. COM FILIPE MENDONÇA E THIAGO LIMA PRÊMIO DE MELHOR OBRA CIENTÍFICA NO CONCURSO DA ANPOCS DE 2019.

Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1972), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1982) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1987). Atualmente é professor-doutor MNS-6 (titular) da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Teoria Política Contemporânea e Relações Internacionais, atuando principalmente em temas que giram em torno deste eixo: desenvolvimento - teorias, políticas e processos.

Marcelo Dascal

Marcelo Dascal é nascido no Brasil e portador de dupla cidadania, brasileira e israelense. Desde 1965 é radicado em Isarael, onde desempenha suas atividades acdêmicas de docência e pesquisa na Universidade de Tel-Aviv, muito embora seja igualmente professor convidado e pesquisador em diversas universidades brasileiras e em todos os continentes.

Franklin Leopoldo e Silva, Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

Possui graduação em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1971), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1975) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1981). Atualmente é professor titular da Universidade de São Paulo. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em História da Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: história, crítica, ética, existência e conhecimento.

Caio Navarro de Toledo, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Ciência Política.

Graduado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1968) e Doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1974). Atualmente é professor colaborador voluntário do Departamento de Ciência Política do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pesquisador junto ao Centro de Estudos Marxistas (Cemarx), Unicamp. Pesquisador na área das ideologias políticas, em particular do pensamento político brasileiro contemporâneo.

Doris Accioly e Silva, Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação.

Possui graduação em Ciências Sociais pela Faculdade Barão de Maua Ribeirão Preto (1975), mestrado em Ciências Sociais pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras - UNESP Campus de Araraquara (1995) e doutorado em Ciências Sociais pelo Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Ciências e Letras - UNESP Campus de Araraquara (2005). Atualmente é professora doutora da Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, Departamento de Administração Escolar e Economia da Educação, e é orientadora credenciada no Programa de Pós Graduação da Faculdade de Educação da USP, vinculada à área Estado, Educação e Sociedade. Tem experiência na área de Educação, Filosofia e Ciências Sociais, com ênfase em Educação e Cultura libertárias, pesquisando principalmente os seguintes temas: educação, arte e cultura anarquistas, memória social, relações entre arte, natureza e cultura. É membro dos grupos de pesquisa A Dramaturgia Poética de Federico García Lorca da UFU e Poder Político, Educação e Lutas Sociais da FE-USP. 

Marilda da Silva, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Letras - Campus de Araraquara, Departamento de Didática.

Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Educação Antonio Augusto Reis Neves (1981), graduação em História pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Ituverava (1986), mestrado em Filosofia e História da Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1994), doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (1999), pós-doutorado em Estudos Comparados em Educação pela Universidade de Lisboa (Prof. António Nóvoa - 2001-2002) e pós-doutorado em História da Educação Espanhola Faculdade de Educação - Universidade de Salamanca (2010 com o catedrático José María Hernandez Diaz). Realizou estágio acadêmico na Universidad de Guadalajara - México, 12 dias, em fevereiro de 2013 para tratar de questões sobre violência da escola. É livre-docente (a partir de setembro de 2006) e MS 5.III desde julho de 2013 ) na e da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Campus de Araraquara-SP, onde trabalha desde 1989, junto ao Departamento de Didática. Credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação do Instituto de Biocências de Rio Claro/UNESP, do corpo permanente. Orienta iniciação científica, mestrado e doutorado. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, didática, didática e formação de professores, ensino e aprendizagem em sala de aula, sala de aula e violência da escola, autobiografia e trabalho docente. Tem várias experiências administrativas: presidente de comissão de pesquisa, chefia de departamento, coordenadora de Conselho de Curso de Pedagogia e Pedagogia PARFOR, membro titular e suplente do Conselho de Pós-Graduação do Programa Educação Escolar - FCLAR/UNESP.

Marco Aurélio Nogueira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais.

Bacharel em Ciências Políticas e Sociais pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1972) e Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (1983). Pós-doutorado na Universidade de Roma, Itália (1984-1985). Livre-docente e Professor Titular (Aposentado) da Universidade Estadual Paulista-UNESP, foi docente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (FCL-Araraquara) e do Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais San Tiago Dantas (Unesp Pucsp Unicamp)..É colunista do jornal 'O Estado de S. Paulo', tradutor e ensaísta. 

Milton Lahuerta, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências e Letras - Campus de Araraquara, Departamento de Antropologia Política e Filosofia.

MILTON LAHUERTA é graduado em Ciências Sociais pela USP (1978); mestre em Ciência Política (UNICAMP-1992) e doutor em Ciência Política (USP-1999) . Foi professor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo de 1979 a 1984. Desde 1984 é professor de Teoria Política na Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista -- UNESP, Campus de Araraquara. Desenvolve pesquisas e tem trabalhos publicados sobre intelectuais e vida pública no Brasil e na América Latina; ciências sociais e pensamento social no Brasil; relações entre cultura política, senso comum e conhecimento especializado; relações entre instituições políticas e tradição ibérica. Coordenou, de 06/2004 a 05/2007, o Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da UNESP de Araraquara, onde orienta mestrado e doutorado. É professor colaborador do Programa de Pós Graduação em Ciência Política da UFSCar, desde a sua criação. Coordena, desde 2003, o Laboratório de Política e Governo da UNESP. É diretor de Perspectivas - Revista de Ciências Sociais da UNESP, desde 2001. Professor convidado no Centro Universitário de Ciências Sociais e Humanidades da Universidade de Guadalajara, México, ministrando disciplina em nível de pós-graduação, no primeiro semestre de 2006. Vice-coordenador, entre 2003-2005, e Coordenador, entre 2008 e 2010, do Curso de Pós Graduação Lato Senso - Especialização "Gestão Governamental e Poder Legislativo", desenvolvido no Instituto do Legislativo Paulista, no âmbito do convênio entre a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e a UNESP. Participou, de 2003 a 2014, do projeto do Espaço Cultural da CPFL, em Campinas, como membro do Conselho Consultivo que estruturava a programação geral e como Curador dos seguintes Módulos: ?Intérpretes do Brasil no século XX" (2003); "Sociedade Pós Tradicional: que sociedade é essa?" (2004); "A invenção do futuro e a refundação da República" (2006) e "Pensando o Brasil a partir de seu cinema" (2007). Coordenador do Projeto Parlamento Jovem, em 2014 e 2015, desenvolvido pelo Laboratório de Política e Governo da UNESP, em parceria com a Escola do Legislativo e a Câmara de Vereadores de Araraquara, envolvendo 2800 jovens do ensino fundamental e 1800 do ensino médio, com a finalidade de desenvolver a formação política.

Isabel Loureiro

Graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Paraná (1974), mestrado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1984) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (1992). Professora aposentada do Departamento de Filosofia da UNESP. Ex-presidente (2003-2011) e atual colaboradora da Fundação Rosa Luxemburgo. Tem experiência na área de Filosofia, atuando principalmente nos seguintes temas: Rosa Luxemburgo, social-democracia alemã, Revolução Alemã.

Dalmo Dallari, Universidade de São Paulo, Faculdade de Direito, Departamento de Direito do Estado.

Dalmo de Abreu Dallari concluiu a graduação pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo em 1957. Foi Diretor da Faculdade de Direito da USP entre 1986 e 1990. Professor Emérito da Faculdade de Direito da USP. Publicou livros, artigos em periódicos especializados, artigos em jornais, capítulos de livros e trabalhos em eventos. Possui palestras e conferências no Brasil e exterior. Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da Produção Científica são: Direitos Humanos, Constituição, Teoria do Estado, Cidadania, Poder Judiciário, Estado de Direito, Autodeterminação, Democracia e Direito Constitucional.

Regina Aída Crespo, Universidad Nacional Autónoma de Mexico, Centro de Investigaciones sobre América Latina y el Caribe - CIALC.

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1983), mestrado em Letras (Teoria Literária) pela Universidade Estadual de Campinas (1990) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1997). Atualmente é pesquisadora do Centro de Investigaciones sobre América Latina y el Caribe - CIALC, e professora da pós-graduação em Estudos Latino-americanos da Universidad Nacional Autónoma de México - UNAM.

Downloads

Publicado

November 2, 2001

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

Co-publisher's ISBN-13 (24)

85-86738-20-4

Date of first publication (11)

2001

Dimensões físicas

160mm x 230mm

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

Dimensões físicas