Verdade e arte: a concepção ontológica da obra de arte no pensamento de Martin Heidegger

Autores

Juliano Rabello (ed)
Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Palavras-chave:

Heidegger, Martin – 1889-1976, Arte – Filosofia, Verdade, Ontologia, Poesia, Linguagem - Filosofia

Sinopse

O objetivo central deste livro consiste em abordar o tema da arte em Martin Heidegger. Ligada à questão da essência da verdade, a reflexão heideggeriana sobre a obra de arte é elaborada a partir de uma retomada da expressão grega Alétheia. A fim de apresentar tal noção como uma intuição fundamental que orientará o percurso filosófico de Heidegger, o autor perpassa os desenvolvimentos da “Ontologia Fundamental” de Ser e Tempo (1927) ao contexto da viragem (Kehre) de seu pensamento (1930), onde se situa o tema da arte. Nessa direção, procura abordar nos textos analisados como Heidegger desenvolve suas reflexões no tocante a esse tema, principalmente no ensaio A origem da obra de arte (1935-36), na qual o filósofo apresenta, juntamente com a questão da essência da linguagem e da poesia, as noções diretrizes de sua concepção ontológica da obra de arte, que, por sua vez, diverge das teorias tradicionais da Estética Filosófica.

Selo Editorial:

mceclip0.png   mceclip1.png       

Apoio:

     

Aprovado pelo EDITAL No. 01/2020 – PPGFIL/UNESP - Publicações de livros autorais e tradução de artigos científicos aceitos para publicação

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliano Rabello, Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Sagrado Coração (2011) e mestrado em Filosofia pela Unesp/Marília (2017). Atualmente, desenvolve pesquisa de doutorado em Filosofia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Suas principais áreas de interesse são Estética e Filosofia da arte, Filosofia Contemporânea e Fenomenologia, com ênfase no pensamento de Martin Heidegger, atuando nos seguintes temas: ontologia, arte, niilismo e filosofia da técnica.  

 

Marcos Antonio Alves, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília

Possui graduação em Filosofia pela Universidade Católica de Pelotas - UCPel (1995), mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (1999) e doutorado em Filosofia no Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência - CLE - da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP (2012). Professor Assistente Doutor na UNESP no departamento de filosofia e programa de pós graduação em filosofia. Ganhador do 1º Prêmio Marcelo Dascal em Ciência Cognitiva e Filosofia da Mente, tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Epistemologia, Filosofia da Mente e da Informação, atuando, principalmente, no estudo das relações entre informação, cognição, emoções e ação. Presidente da Sociedade Brasileira de Ciência Cognitiva - SBCC - na gestão 2013-2015, é pesquisador vinculado ao CNPq, líder do Grupo de estudos em filosofia da informação, da mente e epistemologia - GEFIME - e Full member da International Society for Research on Emotions - ISRE. Editor da Trans/form/ação: revista de filosofia da Unesp no biênio 2020-2021 e Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da Unesp no biênio 2020/2021, com aprovação interna corporis do Curso de Doutorado do PPGFIL. 

Publicado

May 13, 2021

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Ebook

Ebook

ISBN-13 (15)

978-65-5954-067-9

Date of first publication (11)

2021

Dimensões físicas

160mm x 230mm

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

ISBN-13 (15)

978-65-5954-066-2

Date of first publication (11)

2021

Dimensões físicas

160mm x 230mm