A linguagem em Kant. A linguagem de Kant.

Autores

Monique Hulshof (ed)
Ubirajara Rancan de Azevedo Marques (ed)

Palavras-chave:

Linguagem - Filosofia, Filosofia alemã, Criticismo (Filosofia), Kant, Immanuel, 1724-1804

Sinopse

Quinze estudiosos da obra do filósofo alemão Immanuel Kant [1724-1804]—7 estrangeiros, 8 brasileiros—debruçam-se no presente livro sobre um duplo tema ainda relativamente pouco debatido no cenário mundial dos estudos kantianos: A Linguagem em Kant. A Linguagem de Kant. Resultado de 6 sessões de exposições e debates ocorridas no âmbito do X Colóquio Kant “Clélia Martins”, em Marília, SP, em setembro de 2017, na Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista “Julio de Mesquita Filho”, o livro ora apresentado ao público, além da evidente importância que tem para os estudiosos da filosofia crítica e da filosofia em geral, contém material de grande interesse para vários outros profissionais, os quais nele encontrarão preciosos subsídios para seus próprios estudos e investigações.

Selo Editorial:

Logo_e-book_-_Oficina1.jpg      Logo_e-book_-_Cultura_academica1.jpg    

Apoio:

Logo_e-book_-_CNPq5.jpg

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Monique Hulshof

Monique Hulshof é professora de ética do departamento de filosofia da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Graduou-se (2005) e doutorou-se (2011) na Universidade de São Paulo (USP), com estágio de doutorado sanduíche na Universidade de Frankfurt e na Universidade de Konstanz, Alemanha (2009). Realizou estágios de pesquisa na Universidade Paris I-Sorbonne (2013), na Universidade de Groningen (2017) e na Universidade de Toronto (2019). Publicou a tradução da Crítica da razão prática em 2016. Faz parte da diretoria da Sociedade Kant Brasileira e é editora da Revista Studia Kantiana. Suas pesquisas estão centradas em filosofia moral e política de Kant e em teoria feminista. Atualmente coordena projeto de pesquisa sobre a autonomia moral e uso público da razão em Kant, com Auxílio regular FAPESP. (mohulshof@gmail.com)

Ubirajara Rancan de Azevedo Marques

Obteve a Livre-Docência em História da Filosofia Moderna na Universidade Estadual Paulista [em cujo Departamento de Filosofia encontra-se desde 1989], o Doutorado, o Mestrado e o Bacharelado em Filosofia na Universidade de São Paulo. A partir de projetos com temas centrados no pensamento kantiano e na escola francesa de historiografia da filosofia, realizou estágios pós-doutorais na França, na Itália e em Portugal. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Fundador e editor do periódico eletrônico Estudos Kantianos, em circulação desde 2013. Membro do grupo de pesquisa, cadastrado no CNPq, “Criticismo e Semântica”. Presidente da Sociedade Kant Brasileira durante o quadriênio 2010–2014. Tem trabalhos publicados, entre outros, nos seguintes periódicos: Analytica; Con-Textos Kantianos; Kant-Studien; Philosophica; Revista de Filosofía de la Universidad Complutense de Madrid; Rivista di Storia della Filosofia; Studia Kantiana; Studi Kantiani. Autor de A Escola Francesa de Historiografia da Filosofia [São Paulo: Editora da UNESP, 2007], foi editor de Kant e a Música [São Paulo: Barcarolla, 2010] e de Kant e a Biologia [São Paulo: Barcarolla, 2012]. Entre outras obras, coeditou: com Clélia Martins, Kant e o Kantismo: Heranças Interpretativas [São Paulo: Brasiliense, 2010]; com Bernd Dörflinger, Claudio La Rocca e Robert Louden, Kant’s Lectures/Kants Vorlesungen [Berlin: De Gruyter, 2015]. Atua na área de história da filosofia moderna com ênfase em filosofia crítica kantiana. (ubirajara.rancan@gmail.com)

Bernd Ernst Dörflinger

Graduation in Mainz 1986 with a thesis on Kant’s “Critique of Judgment”, habilitation in 1995 with the writing “Das Leben theoretischer Vernunft. Teleologische und praktische Aspekte der Erfahrungstheorie Kants”. Since 1999 co-editor of the Kant-Studien and the Kantstudien-Ergänzungshefte. Since 2000 Professor of philosophy at the university of Trier and head of the Kant research center. Since 2004 first chairman of the Kant-Gesellschaft.

Diego Kosbiau Trevisan

É pesquisador de Pós-Doutorado pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e realizou estágio de Pós-Doutorado na Martin-Luther-Universität Halle-Wittenberg (MLU) (2017-2018). É Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo (USP) e pela Johannes Gutenberg-Universität Mainz (JGU) (2015). É integrante do Grupo de Filosofia Alemã e da comissão editorial dos Cadernos de Filosofia Alemã: Crítica e Modernidade, ambos da USP. Autor de Der Gerichtshof der Vernunft: Eine historische und systematische Untersuchung über die juridischen Metaphern der Kritik der reinen Vernunft (Königshausen und Neumann, 2018), publicou artigos sobre Kant e filosofia moderna, além de traduzir algumas Reflexões kantianas e, junto com Bruno Nadai e Monique Hulshof, os Primeiros Princípios Metafísicos da Doutrina da Virtude, de Kant (Vozes, 2013).

Fernando Manuel Ferreira da Silva

Fernando Manuel Ferreira da Silva, n. 1981. Pós-Doutorando e membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa. Doutoramento em 2016, sobre a crítica da identidade nos «Fichte-Studien» de Novalis. Principais interesses de investigação: Estética e Antropologia kantianas, Idealismo e Romantismo alemães, em autores tais como Baumgarten, Kant, Fichte, Novalis, Fr. Schlegel ou Hölderlin, tendo publicado sobre e traduzido vários destes. Principais publicações: ‘The poem of the understanding is philosophy’. Novalis and the art of self-critique, in Mimesis Verlag, Germany (t. b. p. in 2019); «“Das Unsterbliche mit dem Sterblichen zu verbinden“. Sobre o pensamento principal da filosofia de Platão segundo Schelling», in Anales del Seminario de Historia de la Filosofía, 2017; «Um “secreto procedimento da alma dos homens”: Kant sobre o problema das representações obscuras», in Con-textos Kantianos, 2017.

Isabel Coelho Fragelli

Isabel Coelho Fragelli é formada em Filosofia (2002-2007) pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP) e possui Doutorado Direto (2014) pela mesma instituição. Realizou um Pós-Doutorado (2014-2015) em Filosofia pela Université Paris 1 - Panthéon-Sorbonne (França). Foi professora substituta (2015-2016) do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de São Carlos (DFMC/UFSCar).  Possui conhecimentos especializados nas áreas de Estética e História da Filosofia Moderna, tendo se dedicado particularmente ao estudo da filosofia alemã do século XVIII. Atualmente, desenvolve uma pesquisa de Pós-Doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), cujo título é: A morfologia no pensamento alemão, de Leibniz a Kant.

Joel Thiago Klein

Professor de Filosofia Moderna da Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC. Pesquisador do CNPq. Bolsista Alexander Von Humboldt Foundation. Editor da Studia Kantiana (Revista da Sociedade Kant Brasileira). Membro da Diretoria da Sociedade Kant Brasileira (Gestão 2014-2018). Membro associado do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa.

José Miranda Justo

PhD – Universidade de Lisboa – 1990: História da Filosofia da Linguagem. Professor Associado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (aposentado desde 2017). Membro do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa desde a respectiva criação. No CFUL foi Investigador Principal dos projectos FCT “Sujeito e Passividade” e “S. Kierkegaard: tradução de obras”. Desde 2016 dirige o projecto de investigação FCT “Experimentação e Dissidência”. Áreas de investigação e de publicação: História da Filosofia da Linguagem, Hermenêutica, Estética e Filosofia da Arte, Filosofia da História, Estudos Hamannianos, Estudos Kierkegaardianos, Estudos Deleuzianos, Filosofia da Tradução. Tem várias dezenas de publicações nas áreas mencionadas, entre livros, artigos, conferências, traduções anotadas e antologias de textos críticos.

Leonel Ribeiro dos Santos

É Professor Catedrático (aposentado desde janeiro de 2012) da Universidade de Lisboa, onde lecionou no Departamento de Filosofia disciplinas e seminários sobre Filosofia Moderna, Filosofia do Renascimento, Ética, Filosofia Política, Filosofia da Educação, Estética, Filosofia da Natureza e Pensamento Português. Foi Professor convidado em várias universidades portuguesas e Professor Visitante em várias universidades brasileiras (UNESP, Marília; UFSC, Florianópolis; UFRN, Natal). Foi Diretor do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (2008–2011) e Cofundador (1993), Editor científico (1993–2000) e Diretor (2001–2011) da revista Philosophica. É autor de: Metáforas da Razão ou economia poética do pensar kantiano (1989; 1994); A razão sensível. Estudos Kantianos (1994); Retórica da evidência ou Descartes segundo a ordem das imagens (2001; 2013); Antero de Quental, uma visão moral do mundo (2002); Linguagem, etórica e Filosofia no Renascimento (2004); O espírito da letra. Ensaios de hermenêutica da Modernidade (2007); Melancolia e apocalipse. Estudos sobre pensamento português e brasileiro (2008; publicação em tradução italiana: 2017); Regresso a Kant. Ética, Estética, Filosofia política (2012); Ideia de uma Heurística Transcendental. Ensaios de Meta-epistemologia kantiana (2012). É editor ou co-editor de várias obras, dentre as quais destaca: Kant: Posteridade e Actualidade (2007); Was ist der Mensch?/Que é o Homem? –Antropologia, Estética e Teleologia em Kant (2010); Filosofia & Atualidade. Problemas, Métodos, Linguagens (2015); Nietzsche, German Idealism ans its Critics (WdG, 2015).

Luigi Caranti

(Ph.D. Boston University) is associate professor of political philosophy at the Università di Catania. He worked as researcher in various international institutions including the School of International and Public Affairs of Columbia University, the Australian National University and the Philipps-Universität – Marburg. His studies mainly concern the philosophy of Kant. Caranti has provided contributions on the theoretical, practical, aesthetic and political dimensions of Kant’s thought. Recently, his interests focus on the theory of human rights, democratic peace theory, and the scientific and philosophical debate concerning the causes of world poverty. Caranti has directed projects funded by the European Commission. In particular, the EU-Australia student and faculty exchange program and 6 research projects (4 Marie Curie grants, 3 DAAD grants) for which he has attracted about 1.3M€. Caranti is the author of five monographs including Kant’s Political Legacy. Human Rights, Peace, Progress (UWP 2017) and Kant and the Scandal of Philosophy (University of Toronto Press 2007). Caranti has published in national and international peer reviewed journals such as Journal of Political Philosophy, Journal of International Political Theory, Kant Studien, Theoria, Journal of Human Rights, Rivista di Filosofia.

Mario Spezzapria

É professor do Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Mato Grosso, e pesquisador de pós-doutorado na Universidade de São Paulo. Ocupa-se da história da filosofia alemã do século XVIII, em particular de questões de estética, antropologia e psicologia empírica. Sobre Hamann, publicou Credenza e ragione scettica: L’influenza di Hume nel pensiero di J. G. Hamann. Prefazione di Márcio Suzuki. Torino: Nuova Trauben, 2017.

Marita Rainsborough

Works on her habilitation thesis at the University of Hamburg and is a lecturer at the University of Kiel. One of her research focuses is the topicality of Kant’s philosophy, in particular with regard to his philosophy of history and cosmopolitanism. She has published a number of articles on this topic, such as “Rethinking Kant’s Shorter Writings. Kant’s Philosophy of History and the Actual Cosmopolitanism”. In: Orden Jimenéz, Rafael V.; Rivera de Rosales, Jacinto; Sánchez Madrid, Nuria; Hanna, Robert; Louden, Robert (eds.): Kant’s Shorter Writing: Critical Paths outside the Critiques. Newcastle upon Tyne (Cambridge Scholars Publishing), 2016, 473-490 and “Another Cosmopolitanism. Seyla Benhabibs Antwort auf Kants philosophisches Konzept des Kosmopolitismus”. In: Marques, Ubirajara Rancan de Azevedo (ed.): Estudos Kantianos. Marília, Vol. 2, No. 1, Jan./Jun., 2014, 125-142. Further areas of research include Foucault and French theory; subject philosophy; the philosophy of emotion; philosophical aesthetics; cultural philosophy; intercultural philosophy; African philosophy and post-colonial theory/philosophy.

Pedro Geraldo Aparecido Novelli

Assistent Professor der Fakultät für Philosophie und Wissenschaften, Staatliche Universität São Paulo (UNESP), Marília-SP, Brasil.

Saulo de Freitas Araujo

Possui graduação em Psicologia (UFJF), mestrado (UFSCar) e doutorado (UNICAMP/Universität Leipzig) em Filosofia. Atualmente, é Professor do Departamento de Psicologia da UFJF e diretor do Núcleo de História e Filosofia da Psicologia Wilhelm Wundt (NUHFIP/UFJF). Além de diversos livros e artigos sobre os fundamentos históricos e filosóficos da psicologia, publicou recentemente Wundt and the philosophical foundations of psychology: a reappraisal (Springer, 2016).

Tristan Guilhermo Torriani

PhD in Philosophy and assistant professor in Philosophy at the School for Applied Sciences of the University of Campinas (UNICAMP), Brazil. Former DAAD PhD scholar at the Otto-von-Guericke University of Magdeburg. He earned the Cambridge Proficiency Exam (CPE), the Prüfung zum Nachweis deutscher Sprachkenntnisse (PNDS) at Göttingen, and in 2016 took a summer course on Teaching Academic English based on Michael Halliday’s Systemic-Functional Linguistics at the University of Bath. He has published articles on Aristotle, J. Addison, Kant, F. Schlegel, Schopenhauer, Nietzsche, Wittgenstein, Th. Mann, Piaget, B. Williams, R. Scruton, and H. Joas. At the (post)graduate level, he has taught mostly Epistemology for social scientists and Academic English for business management and engineering students.

Publicado

December 24, 2018

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

ISBN-13 (15)

978-85-7249-009-2

Date of first publication (11)

2018

Dimensões físicas

160mm x 230mm

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

ISBN-13 (15)

978-85-7249-010-8

Date of first publication (11)

2018

Dimensões físicas

160mm x 230mm