Olhares plurais para o cotidiano: gênero, sexualidade e mídia

Autores

Larissa Pelúcio (ed)
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Arquitetura Artes e Comunicação de Bauru.
https://orcid.org/0000-0001-6212-3629
Luis Antônio F. Souza (ed)
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Sociologia e Antropologia.
http://orcid.org/0000-0002-9355-3936
Bóris Ribeiro de Magalhães (ed)
Thiago Teixeira Sabatine (ed)
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, Escola Estadual Fernão Dias Paes.

Sinopse

Os textos reunidos neste livro sistematizam os debates que marcaram o  Seminário, oferecendo às leitoras e leitores um conjunto fértil para reflexões,inspirações teóricas e questionamentos metodológicos sobre comunicação e cultura. Estes têm sido termos largamente usados, permeando discussões em diversos campos o saber.

Selo Editorial:

Logo_e-book_-_Oficina1.jpg      Logo_e-book_-_Cultura_academica1.jpg

Apoio:

Logo_e-book_-_Capes1.jpg

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Larissa Pelúcio, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Arquitetura Artes e Comunicação de Bauru.

Larissa Pelúcio é Livre-Docente em Estudos de Gênero, Sexualidade e Teorias Feministas. Atua como professora de Antropologia na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (campus Bauru Departamento de Ciências Humanas FAAC), integra o quadro de docentes do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, na mesma instituição. Doutora em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), realizou Pós-doutorado na Université Paris 8 - Vincennes - Saint Denis. Suas pesquisas abordam temas como gênero, sexualidade, saúde, mídias digitais a partir de diálogos com a teoria queer, as epistemologias feministas e os Saberes subalternos. É autora do livro Abjeção e Desejo - uma etnografia travesti sobre o modelo preventivo de aids e Amor em Tempos de Aplicativos - masculinidades heterossexuais e a nova economia do desejo (Annablume). A pesquisadora integra o comitê editorial da coleção Annablume Queer, é assessora da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP). Atuou como coordenadora do módulo Gênero junto ao Programa de Educação a distancia Gênero e Diversidade na Escola (GDE - UFSCar e UNESP). É líder do Grupo de Pesquisa Transgressões - Gênero, Sexualidades, Corpos e Mídias contemporâneas 

Luis Antônio F. Souza, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Sociologia e Antropologia.

Cursou Graduação (1987) e Licenciatura (1994) em Ciências Sociais na Universidade de São Paulo. Cursou mestrado (1992) e Doutorado (1998) em Sociologia na Universidade de São Paulo, com Estágio Sanduíche na Universidade de Toronto, Canadá (1995-1996), sob supervisão de Robert W. Shirley. Pesquisador na área de História da Polícia Civil, Processo Criminal, Violência Policial, Controle Externo sobre a Polícia, Políticas de Segurança Pública, Políticas Locais de Segurança, Violência e Direitos Humanos. É Livre-Docente na Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Unesp, campus de Marília, atuando nos cursos de Graduação em Ciências Sociais, no curso de mestrado profissional (Profsocio) e no curso de Pós-Graduação em Ciências Sociais, no nível de mestrado e de doutorado, tendo orientado várias dissertações de mestrado, teses de doutorado e supervisões de pós-doutorado. Disciplinas lecionadas na Graduação: Teoria Sociológica I e II, Sociologia do Conhecimento e Métodos e Técnicas de Pesquisa. Disciplina lecionada na Pós-Graduação: Reflexões sobre Crime, Violência e Punição e Sociologia da Juventude. É coordenador científico do Observatório de Segurança Pública (OSP) e do Grupo de Estudos em Segurança Pública (GESP). Site dos projetos e demais atividades dos grupos: www.observatoriodeseguranca.org. É líder do Grupo de Pesquisa do CNPq: Observatório de Segurança Pública. Foi chefe do Departamento de Sociologia e Antropologia (2009-2012). Foi pesquisador visitante do IPEA - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, dentro do Programa de Pesquisa para o Desenvolvimento Nacional - PNPD, conjuntamente com a Secretaria de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça - SAL: Programa Pensando o Direito (2015). Coordenou pesquisas sobre vitimização da mulher no sistema de justiça criminal, edital conjunto CNPq e Secretaria de Política para Mulheres (2011-2015). Coordenou pesquisa sobre atos infracionais na Varas da Infância e Juventude em São Paulo (2011-2013). Todas as pesquisas contaram com financiamento do CNPq, da Fapesp e da Unesp. Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Unesp, campus de Marília (2014-2017)

Bóris Ribeiro de Magalhães

Graduado em Ciências Sociais, UNESP/Marília (Bacharel (1999) e Licenciatura (2000)). Possui Mestrado (2008) e Doutorado (2014) em Políticas Públicas e Pensamento Social pelo Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências, UNESP, Campus de Marília. É pesquisador/Colaborador do Observatório de Segurança Pública da UNESP (OSP/UNESP). Pesquisador/Colaborador do Grupo de Estudos em Segurança Pública da UNESP (GESP). Tem experiência na área de Sociologia atuando nos seguintes temas: Corpo, Biopolítica, Políticas Públicas de Segurança, Polícia, Saúde e Obesidade, Sexualidade

Thiago Teixeira Sabatine, Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, Escola Estadual Fernão Dias Paes.

Doutor em Antropologia Social (Ciência Social) pela Universidade de São Paulo (2017) e mestre em Ciências Sociais (2012) pela Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Marília. Possui Licenciatura Plena em Ciências Sociais (2008) e Bacharelado em Ciências Sociais (2009) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Licenciado em Pedagogia pela Universidade Nove de Julho (2019). É pesquisador do Núcleo de Estudos sobre Marcadores Sociais da Diferença - NUMAS (USP/CNPq). Tem experiência na área de Antropologia e Sociologia atuando principalmente nos seguintes temas: sexualidade, gênero, envelhecimento e outros marcadores sociais da diferença; políticas de segurança pública, saúde e educação. Professor convidado do Curso de pós-graduação em Gestão Educacional da Faculdade de Direito Damásio de Jesus; professor convidado do curso de pós-graduação em Direito Homoafetivo e de Gênero da Universidade Santa Cecília. Atuou como professor na Universidade Anhembi Morumbi. É professor titular de cargo efetivo da disciplina de sociologia na rede estadual de Ensino de São Paulo, atualmente exercendo o cargo/função de Vice-diretor de Escola. Integrou a equipe técnica da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo entre 2013 e 2018 com atuação na área de gestão pedagógica democrática, educação em sexualidade, diversidade sexual, gênero, currículo escolar de Sociologia no Ensino Médio, educação em Direitos Humanos e prevenção às IST, HIV/Aids e Hepatites Virais. Tem experiência profissional no desenvolvimento de materiais pedagógicos e na produção de material didático pedagógico para Educação à Distância. Atuou como gestor de projetos de prevenção às IST, HIV/Aids e Hepatites Virais e de Segurança Pública. É um dos organizadores dos livros intitulados Michel Foucault: sexualidade, corpo e direito; Desafios à segurança pública: controle social, democracia e gênero; Olhares plurais para o cotidiano: gênero, sexualidade e mídia - ambos publicados pela Editora Cultura Acadêmica e do livro - No emaranhado da rede: gênero, sexualidade e mídia, desafios teóricos e metodológicos do presente - publicado pela Editora Annablume . Autor do livro Travestis, territórios e prevenção de aids numa cidade do interior de São Paulo - publicado pela Editora Cultura Acadêmica.

Heloisa Pait, Faculdade de Filosofia e CiÊncia / UNESP

Heloisa Pait foi bolsista da Comissão Fulbright e atualmente é professora de so-ciologia da UNESP de Marília. Sua tese de doutorado, defendida na New School for Social Research, em Nova York, trata dos desafios individuais diante da comu-nicação mediada. Agora ela investiga a participação de brasileiros na nova esfe-ra comunicativa global. Como educadora, Heloisa busca formar cidadãos aptos a pensar de modo autônomo e a expressar suas idéias na vida pública. Heloisa escreve para o público não-especializado sobre mídia e cultura política e também escreve ficção. Sua página na UNESP www.marilia.unesp.br/helopait contém in-formações adicionais.

Richard Miskolci, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Richard Miskolci é Professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFSCar, coordenador do Grupo de Pesquisa Corpo, Identidades e Subjetivações e pesquisador-colaborador do Núcleo de Estudos de Gênero Pagu--UNICAMP. Doutor em Sociologia pela USP com pós-doutorado no Department of Women’s Studies da Universidade de Michigan, Miskolci é autor e organiza-dor de diversos livros. Suas pesquisas envolvem sexualidades, gênero e outros marcadores sociais das diferenças. Faz parte dos comitês editoriais das revistas “cadernos pagu” e “Contemporânea - Revista de Sociologia da UFSCar”, além de coordenar a coleção Annablume Queer. Atualmente desenvolve pesquisa sobre relações homoeróticas mediadas digitalmente com bolsa produtividade em pes-quisa do CNPq.

Iara Beleli, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Doutora em Ciências Sociais - área de gênero - pela Universidade Estadual de Campinas (2005) e pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero PAGU- Uni-camp. Nos últimos anos tem se dedicado aos estudos de mídia, privilegiando as discussões de gênero, em intersecção com outros marcadores de diferença (raça, classe, sexualidade, nacionalidade), e as teorias feministas

Tatiana landini, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Bacharel em ciências sociais pela Universidade de São Paulo (1997), mestre (2000) e doutora (2005) em sociologia pela mesma universidade. Atualmente é professora adjunta do curso de ciências sociais da Universidade Federal de São Paulo - cam-pus Guarulhos. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em infância, sexualidade e violência. Atua principalmente com os seguintes temas: violência sexual contra crianças e adolescentes e teoria sociológica (Norbert Elias).

Luiz Fabiano Zanatta, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Luiz Fabiano Zanatta, graduado em Enfermagem pela Fundação Faculdade Luiz Meneghel - Bandeirantes - PR, Mestrando no Programa de Educação e Saúde na Infância e Adolescência da UNIFESP/Guarulhos, Membro do Grupo de Estudos sobre Corporalidade e Promoção da Saúde -GECOPROS - UNIFESP/SP. Atual-mente é professor na Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP/CLM.

Jane Felipe de souza souza, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Possui graduação e Licenciatura Plena em Psicologia pela UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro (1985), mestrado em Educação pela UFF - Universidade Federal Fluminense - Niterói/RJ (1991), doutorado em Educação pela UFRGS - Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000) e pós doutorado na área de Cultura Visual, pela Universidad de Barcelona (bolsa CAPES - abril/2009 a fe-vereiro/2010). Atualmente é professora associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Na graduação atua nas disciplinas de Reflexão da prática pedagógica, Infâncias, Estágio em Educação Infantil e Educa-ção Sexual na Escola. Integra o GEERGE - Grupo de Estudos de Educação e Rela-ções de Gênero - vinculado à linha de pesquisa Educação, Sexualidade e Relações de Gênero, do PPGEDU/FACED/UFRGS, bem como é fundadora e integrante do GEIN - Grupo de Estudos em Educação Infantil, da mesma instituição. Atua principalmente com os seguintes temas: corpo, gênero, sexualidade, infância, edu-cação infantil, educação sexual na escola, pedofilia e pedofilização como prática social contemporânea.

Lidia M. V. Possas, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Profª. Drª. Lidia M. V. Possas é pesquisadora do CNPq, coordenadora do Labora-tório Interdisciplinarde Estudos de Gênero/LIEG da UNESP, campus de Marília. além de docente junto ao Departamento de Ciências Políticas e Econômicas/ DCPE-UNESP atuando nos Cursos de Relações Internacionais e Ciências Sociais. Publicações : Mulheres Trens e Trilhos, Modernidade no sertão paulista. Bauru. EDUCS,2001 e vários artigos abordando a inserção das mulheres no processo de urbanização dos Oeste Paulista e as relações de gênero , sendo que desde 2009 pesquisa a viuvez feminina nos Anos de Chumbo no Brasil e Argentina.

Leandro Colling, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Possui graduação em Comunicação Social pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1996), mestrado (2000) e doutorado (2006) em Comunicação e Cultura Con-temporâneas pela Universidade Federal da Bahia. Pesquisa as relações entre as sexualidades, gêneros e as culturas. É professor adjunto do Instituto de Humani-dades, Artes e Ciências (IHAC) e do Programa Multidisciplinar de Pós-graduação em Cultura e Sociedade, ambos da Universidade Federal da Bahia. É presiden-te da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura (ABEH)<http://www.abeh.org.br>, vice coordenador do Centro Estudos Multidisciplinares em Cultura (CULT) <http://www.cult.ufba.br/> e coordenador do Grupo de Pesquisa Cul-tura e Sexualidade (CuS) - <www.cult.ufba.br/cus>

Tiago Duque, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Doutorando em Ciências Sociais na Universidade Estadual de Campinas (UNI-CAMP), mestre em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Foi assessor do Núcleo de Educação e Comunicação Social do Programa Munici-pal de DST/Aids de Campinas, SP. Tem experiências em diversas áreas da educa-ção, desde a formação de professores à educação social de rua. É membro do Iden-tidade – Grupo de Luta pela Diversidade Sexual e professor do Centro de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas (CCHSA) da PUC Campinas. Autor de “Montagens e Desmontagens: desejo, estigma e vergonha entre travestis adolescentes”, pela Annablume Editora.

Marcia Ochoa, Faculdade de Filosofia e Ciência / UNESP

Marcia Ochoa é professora assistente doutora no departamento de Estudos Fe-ministas, afiliada aos departamentos de Antropologia, de Estudos Americanos e Estudos Latino-Americanos da Universidade de Santa Cruz, Califórnia. Suas pes-quisas transitam no campo da antropologia, comunicação e estudos de gênero. Seus trabalhos concentram-se no imaginário de sobrevivências de pessoas trans-gêneros e tidas como “desviantes” na América Latina e o lugar dessas subjetivida-des no contexto da nacional estudado. Trabalha na El/La Transgender Latina HIV Prevention Program in San Francisco, onde desenvolve pesquisas e intervenções sobre prevenção a DSTs/Aids

Publicado

December 4, 2012

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

Co-publisher's ISBN-13 (24)

978-85-7983-279-6

Date of first publication (11)

2012

Dimensões físicas