Novos atores e relações internacionais

Autores

Lídia M. Vianna Possas (ed)
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas.
https://orcid.org/0000-0002-0072-0230
José Blanes Sala (ed)
Universidade Federal do ABC, Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas.
https://orcid.org/0000-0001-6671-9024

Sinopse

A "Semana de Relações Interna-cionais" promovida anualmente pelos Conselhos dos Cursos de Relações Internacionais da Unesp de Marília e Franca é um evento de natureza acadêmico - cientifico que vem se consolidando desde 2003 como um espaço de debate, de troca de experiências, de pesquisas e principalmente de reflexões sobre temáticas inéditas que provocadas por conjunturas em mudança colocam para a área de relações internacionais questões e problematizações, confirmando sua relevância e projeção nacional e internacional. Em 2007 a proposta temática debruçou-se sobre a ação dos NOVOS ATORES e as relações internacionais, tendo como sede do evento, a cidade de Marília. Para tanto o espaço de reflexão concentrou-se em compreender os novos dilemas e atores societais frente às transformações politico-culturais, bem como os ajustes nas políticas econômicas neoliberais de processos históricos específicos de (re) democratização, tendo em vista as transformações observadas a partir da década de 1980. Para tanto o desafio proposto foi de analisar como se processou a construção democrática e os desdobramentos diante da presença de novos protagonistas sociais, de organi-zações e movimentos sociais bem com o instituições da sociedade pós industrial, no contexto de conso-lidação e institucionalização de uma cultura política democrática que obrigatoriamente abriu espaços para formas de ação, de articulação frente os aparelhos políticos burocráticos, colocando frente à frente o Estado e a sociedade civil exigindo ainda uma maior inserção no cenário global.

Selo Editorial:

Logo_e-book_-_Oficina1.jpg      Logo_e-book_-_Cultura_academica1.jpg

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lídia M. Vianna Possas, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas.

Livre Docente em Historia, Relações de Gênero e Feminismos na América Latina ( 2015), realizando Pós doutorado junto ao Programa Interdisciplinar de Ciências Humanas e o do Instituto de Estudos de Gênero/ UFSC e Archivo Provincial de la Memoria em Córdoba/ Argentina. Fez o Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo /USP(1999) e Mestrado em Historia (UNESP/Assis) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1992)..Possui Graduação em Historia pela Universidade Federal Fluminense/UFF (1968), . Professora Doutora Colaboradora no Programa de Pós Graduação de Ciências Sociais da FFC /Marília , Linha 2 ( Cultura, Memoria e Identidade) e junto ao Programa de Mestrado Profissional em Rede/ProfSocio ( 2017) com os temas: gênero, história, feminismos, memória, representações e identidades em relações às politicas públicas/IPPMar na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho ( inicio em 1995);.Membro da ANPUH Nacional e Seção São Paulo .Coordena o Grupo de Pesquisa/ CNPq - Cultura & Gênero na temática de História, Gênero e Cultura ( 2000 )e o Laboratório Interdisciplinar de Estudos de Gênero/ LIEG -UNESP ; http://www.culturaegenero.com.br/ .Pesquisadora do CNPq( bolsa PQ) com o Projeto "Sobrevivência(s) e violência de gênero no espaço acadêmico: avanços, ambiguidades e perspectivas"( 2017-2019) e "Violência e Diversidade. Universidade: legitimando o lugar de fala e enfrentando as formas de assedio e discriminação" ( 2019 -2022). vários sub projetos . Liaison LASA /Gender Sections /LASA 2021-2023 e da Comissão Cientifica do Projeto Educando para a Diversidade /UNESP e Santander Universidades( 2018). Coordª, do GT Gênero - ANPUH /Seção São Paulo - 2020-2022 

José Blanes Sala, Universidade Federal do ABC, Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas.

Possui graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1982), cursou dois anos na Facultat de Geografia e História da Universitat de Barcelona (1977), mestrado em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo (1995) e doutorado em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo (2002). Foi pesquisador vinculado a projeto temático do Centro de Estudos de Cultura Contemporânea - CEDEC e professor da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP. Atualmente é professor associado da Universidade Federal do ABC - UFABC. Coordena o Grupo de Estudos em Direitos Humanos e Relações Internacionais da UFABC - GEDHRI-UFABC e o projeto de pesquisa para internacionalização do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais, do qual faz parte, financiado pelo programa CAPES PrInt. É membro da Cátedra Sérgio Vieira de Mello - ACNUR da referida universidade. Tem experiência na área de Direito, Relações Internacionais e Políticas Públicas, com ênfase em Direito Internacional, Direito Constitucional, Direito Administrativo e Gestão Municipal, atuando principalmente nos seguintes temas: Integração Regional, Mercosul, União Europeia, Paradiplomacia, Licitações, Contratos Internacionais, Direitos Humanos, Minorias, Migrações Internacionais e Refúgio. Trabalhou nas prefeituras de Santo André e de Diadema, bem como na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Luís Antonio Paulino, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas

Professor da Universidade Estadual Paulista - Unesp, na Faculdade de Filosofia e Ciências -FFC/Marília, nos cursos de graduação em Relações Internacionais e e pós-graduação em Ciências Sociais. Possui graduação em Engenharia pela Faculdade de Engenharia Industrial - FEI (1977), mestrado em Economia e Finanças Públicas pela Fundação Getúlio Vargas - FGV (1992) e doutorado em Ciência Econômica pela Universidade Estadual de Campinas (1998). É diretor do Instituto Confúcio na Unesp, Supervisor Convidado do programa MTCSOL (Master of Teaching Chinese Language to Speakers of Other Languages) da Universidade de Hubei, China e Pesquisador do Instituto de Estudos Latino-Americanos da Universidade de Hubei, China. Foi assessor especial do Ministério da Fazenda(2003), secretário-adjunto da Secretaria de Coordenação Política e Assuntos Institucionais da Presidência da República (2004-2005) e Chefe das Assessorias do Ministério do Esporte (2012-2014). Trabalhou na Fundação Estadual de Análise de Dados - Seade como analista sênior na área de economia e desenvolvimento regional (1994-2006).

Durval de Noronha Goyos, Noronha Advogados

Dr. Durval de Noronha Goyos Jr. é membro das Ordens dos Advogados do Brasil, Inglaterra e Gales (solicitor) e Portugal. Formou-se pela Wm. Hall High School, em West Hartford, Connecticut, E.U.A., em 1969 como bolsista do AFS, ingressou na Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil, formando-se em janeiro de 1975, seguido por cursos de pós-graduação, incluindo um programa de Direito Constitucional no Hastings College of Law (Universidade da Califórnia), em São Francisco, EUA e a revalidação de diploma na Universidade de Lisboa, Portugal. Dr. Noronha foi representante "ad-hoc" do governo brasileiro para a Rodada do Uruguai do GATT em 1992 e 1993 e presidente da Comissão para o GATT da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). É árbitro da Organização Mundial do Comércio (OMC), sediada em Genebra, Suíça, tendo sido anteriormente Árbitro do Acordo Geral de Tarifas Comerciais (GATT). É também Árbitro da Comissão Internacional de Arbitragem Comercial da China (CIETAC), Beijing e Shanghai. É árbitro da Comissão de Arbitragem Internacional de Economia e Comércio do Sul da China (SCIA), China. Foi membro da Comissão Internacional da "Law Society of England and Wales". Foi o negociador principal da OAB para os acordos de cooperação das ordens de advogados do MERCOSUL e é o correspondente no Brasil das publicações "International Trade Law and Regulation", de Oxford; "World Market Research Centre" de Londres, Reino Unido; "Trade Practice Law Journal", de Sydney, Austrália, membro da comissão editorial da publicação "International Trade Reports", Cambridge, Reino Unido, Presidente da União Brasileira de Escritores (UBE 2015-2019) e Membro do Conselho da Fundação Padre Anchieta. Presidente do Instituto e do Conselho Editorial do Instituto Confúcio ? UNESP. Membro da Academia de Letras e Cultura de Portugal.

Marcos Cordeiro Pires, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas

Possui graduação em História (1990), mestrado em História Econômica (1996), doutorado em História Econômica, todos pela Universidade de São Paulo (2002) e Livre Docência em Economia Política Internacional pela Unesp (2013). É professor na UNESP - Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, nos cursos de graduação em Relações Internacionais e pós-graduação em Ciências Sociais e no Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais "San Tiago Dantas" - Unesp- PUC-SP- Unicamp. Tem experiência nas áreas de História Econômica e Economia Política e Economia Política Internacional. São áreas de interesse a inserção da economia brasileira na economia mundial, globalização e desenvolvimento econômico, relações Brasil-China e o Grupo dos BRICS. Atualmente pesquisa as relações entre a China, o Brasil e a América Latina. É co-coordenador do Grupo de Pesquisa dos BRICs (CNPq). É membro da diretoria do Instituto Confúcio na Unesp, Coordenador do Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais e pesquisador do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Estudos sobre os Estados Unidos (INCT-INEU).

Marina Gusmão de Mendonça, Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Política Economia e Negócios (EPPEN) - Campus Osasco

Marina Gusmão de Mendonça. Possui Graduação em História pela Universidade de São Paulo (1975), Graduação em Direito pela Universidade de São Paulo (1977), Licenciatura em História pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (1975), Mestrado em História Econômica pela Universidade de São Paulo (1989), Doutorado em História Econômica pela Universidade de São Paulo (1997) e Pós-doutorado em Ciências Sociais na Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Marília (2012). Professora Adjunta do Departamento de Relações Internacionais da Escola Paulista de Política, Economia e Negócios (EPPEN), da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), Campus de Osasco. Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Campus de Marília. Pesquisadora Convidada da Cátedra J. Castro/USP (Cátedra Josué de Castro de Sistemas Alimentares Saudáveis e Sustentáveis). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil, atuando principalmente nos seguintes temas: História do Brasil, História Econômica, História Moderna, História Contemporânea, História da América Latina, História da África e História das Relações Internacionais.

Adriana Capuano de Oliveira, Universidade Federal do ABC, Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas

Possui graduação em Ciências Sociais (Bacharelado e Licenciatura Plena) pela Universidade de São Paulo, USP (1993), mestrado em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP (1997) e doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP (2004). Foi Visiting Scholar na UCSD (University of California at San Diego) no ano de 1998, participando de pesquisas no Center for Iberian and Latin American Studies (CILAS). Atualmente é Professora Adjunto na Universidade Federal do ABC, UFABC, tendo já lecionado na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP - Campus de Franca), na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), e Fundação Santo André (FSA). É docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências Humanas e Sociais da UFABC (PCHS) e membro da Cátedra Sérgio Vieira de Mello da UFABC. É coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisa em Migrações Internacionais: MIGREPI, e participa como membro do Grupo de Estudos sobre Diálogos Interculturais, GEDI, ligado ao IEA/USP (Instituto de Estudos Avançados da USP) e do Grupo de Pesquisas RedeMigra, Ligado ao CIES/IUL (Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa). Foi coordenadora da Editora UFABC (EdUFABC) de julho de 2015 a fevereiro de 2018. Atua principalmente nos seguintes temas: migrações internacionais, brasileiros residentes no exterior, Brasil-Japão, Brasil-EUA, identidades nacionais, nacionalismos, questões étnicas, relações internacionais.

Elson Menegazzo, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2005) e mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2009). Atualmente é estudante da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Outras Sociologias Específicas, atuando principalmente nos seguintes temas: sociabilidade, conflito, comunicação mediada por computadores, migrações internacionais e eleições no exterior. 

Odair da Cruz Paiva, Universidade Federal de São Paulo, Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas - Departamento de História

ODAIR DA CRUZ PAIVA é Bacharel em História pela PUC-SP em 1988, Mestre em Sociologia pela UNICAMP (1993) e Doutor em História Social pela USP (2000). Possui Pós-Doutorado em Demografia pelo Núcleo de Estudos de População -NEPO-UNICAMP (2010). Atualmente é Professor do Departamento de História e do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). É pesquisador do Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura Espaço e Memória das Universidades do Porto e da Universidade do Minho (Portugal). É líder do Grupo de Pesquisa História, Memória, Educação e Patrimônio Cultural. Desde 2007 é membro do Conselho Editorial da "Travessia Revista do Migrante". Entre 2008 e 2010 foi Conselheiro junto ao CONDEPHAAT. Entre 2014 e 2018 foi Conselheiro junto ao Conselho do Patrimônio Histórico de Guarulhos. Fez parte do Conselho de Administração do Memorial do Imigrante entre 2006 e 2009; foi pesquisador do Laboratório de Estudos Sobre a Intolerância (LEI) da Universidade de São Paulo no mesmo período; atuou como pesquisador junto ao Núcleo de Estudos de População (NEPO- UNICAMP) entre 2004 e 2010. Entre 2011 e 2013 foi membro do Grupo de Trabalho Interinstitucional sobre o Patrimônio Cultural do Café IPHAN. Atua na área de Migrações, Patrimônio Cultural e Museus. (06/04/2007)

Marcelo Fernandes de Oliveira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1998), Mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2001) e Doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2005). É Livre Docente em Teoria das Relações Internacionais pela UNESP (2012). Atualmente é professor de Relações Internacionais na Faculdade de Filosofia e Ciência/Unesp/Campus de Marília, pesquisador em Relações Internacionais do Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais - Unesp, pesquisador do Instituto de Gestão Pública e Relações Internacionais (IGEPRI) e Pesquisador da REDE DE PESQUISA EM POLÍTICA EXTERNA E REGIONALISMO (REPRI).

Tullo Vigevani, Universidade Estadual Paulista, Prog. de Pós Grad. em Relações Internacionais da UNESP, UNICAMP e PUC/SP

TULLO VIGEVANI CONCLUIU O DOUTORADO EM HISTÓRIA SOCIAL PELA UNIVERSIDADE DE SAO PAULO EM 1990. PROFESSOR TITULAR DE CIÊNCIA POLÍTICA A PARTIR DE 9 AGOSTO 2007 DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA (UNESP). A CONGREGAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS DA UNESP LHE OUTORGOU EM ABRIL DE 2014 O TÍTULO DE PROFESSOR EMÉRITO. PUBLICOU 147 ARTIGOS EM PERIÓDICOS ESPECIALIZADOS. POSSUI 61 CAPÍTULOS DE LIVROS E 14 LIVROS PUBLICADOS. PARTICIPOU DE 52 EVENTOS NO EXTERIOR E 180 NO BRASIL. ORIENTOU 19 DISSERTAÇÕES DE MESTRADO E 7 TESES DE DOUTORADO, ALÉM DE 22 TRABALHOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS ÁREAS DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS E CIÊNCIA POLITICA. ENTRE 1988 E 2014 PARTICIPOU DE 13 PROJETOS DE PESQUISA, SENDO QUE COORDENOU 9 DESTES. ATUALMENTE COORDENA 4 PROJETOS. ATUA NA ÁREA DE CIÊNCIA POLITICA, COM ÊNFASE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS. EM SUAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS INTERAGIU COM 89 COLABORADORES EM CO-AUTORIAS DE TRABALHOS CIENTÍFICOS. AS PALAVRAS-CHAVE MAIS FREQÜENTES NA SUA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SÃO: MERCOSUL, POLÍTICA EXTERIOR DO BRASIL, INTEGRAÇÃO REGIONAL, GLOBALIZAÇÃO, ESTADOS UNIDOS, PARADIPLOMACIA E REGIMES INTERNACIONAIS. É PESQUISADOR DO CENTRO DE ESTUDOS DE CULTURA CONTEMPORÂNEA (CEDEC) E DO INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ESTUDOS DOS ESTADOS UNIDOS (INCT-INEU). COLABORA COM DIFERENTES INSTITUIÇÕES E PARTICIPA DE INÚMEROS CONSELHOS EDITORIAIS DE PUBLICAÇÕES. APOSENTADO E PROFESSOR VOLUNTÁRIO A PARTIR DE 21 DE SETEMBRO DE 2012. BOLSISTA 1A DO CNPQ. SÓCIO EMÉRITO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS (ABRI) DESDE 2015. HOMENAGEADO PELA ASSOCIAÇÂO BRASILEIRA DE CIÊNCIA POLÍTICA (ABCP) NO XI ENCONTRO DA ABCP EM 2018. COM FILIPE MENDONÇA E THIAGO LIMA PRÊMIO DE MELHOR OBRA CIENTÍFICA NO CONCURSO DA ANPOCS DE 2019.

Célia Tolentino

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1984), mestrado em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1990), doutorado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (1997), pós doutorado pela Università degli Studi di Roma, "La Sapienza" (2001) e livre docência pela Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP. É professora do Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais da Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Campus de Marília. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia da Cultura, atuando principalmente nos seguintes temas: pensamento social, cinema brasileiro, sociologia da cultura, questão agrária, ruralismo e ruralidade.

Mirian Claudia Lourenção Simonetti, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas

Professora da Universidade Estadual Paulista - UNESP, da Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, nos cursos de graduação em Ciências Sociais e Relações Internacionais. Está vinculada aos programas de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNESP/Marília e a Pós-graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe, do Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais - UNESP . É coordenadora do Centro de Pesquisas e Estudos Agrários e Ambientais (CPEA). Graduada em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1981), mestrado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1988) e doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo (1999). Atualmente é pesquisadora do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Humana e Agrária, atuando principalmente com os seguintes temas de pesquisa: Territórios, Movimentos sociais, Reforma Agrária, Políticas Públicas e Ambiente.

Rita de Cássia Biason, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciência Humanas e Sociais - Franca

Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutorado em Ciência Política pela Universidade de Valladolid (UVA)- Espanha. Atualmente é professora Doutora na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Câmpus de Franca. Área de pesquisa centra-se em Ciência Política com ênfase em corrupção política e mecanismos de prevenção e controle da corrupção.

Shiguenoli Miyamoto, Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas

✔ Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq , nível 1A. ✔ Membro do Comitê de Assessoramento (COSAE) da sub-área de Relações Internacionais do CNPq (1º-10-2016 a 30-06-2019). ✔ Professor colaborador voluntário desde 2012 do Programa de Pós-Graduação (mestrado e doutorado) em Ciência Politica da UNICAMP e do Programa de Pós-Graduação (mestrado e doutorado) em Relações Internacionais UNESP-UNICAMP-PUC/SP✔ Professor Titular aposentado em 2012 (concurso público de títulos e provas realizado em 2004) em Relações Internacionais e Política Comparada pela Universidade Estadual de Campinas/UNICAMP. ✔ Professor Associado. ✔ Professor Adjunto. ✔ Livre-Docente em Relações Internacionais e Política Comparada pela UNICAMP. ✔ Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo/USP. ✔ Mestre em Ciência Política pela USP. ✔ Bacharel em Ciências Sociais pela USP. ✔ Áreas de interesse e de pesquisa: Política Externa Brasileira - Defesa e segurança sul-americanas - Integração Regional. Grupo de Pesquisa Estudos da Paz.

Janina Onuki, Universidade de São Paulo, Instituto de Relações Internacionais

Professora Titular e Diretora do Instituto de Relações Internacionais da USP. Atualmente é coordenadora da área de pesquisa de Relações Internacionais da Associação Latino-Americana de Ciência Política (ALACIP). É membro titular do board do Research Committee International Political Economy da International Political Studies Association (IPSA), pesquisadora do Centro de Estudos das Negociações Internacionais e coordenadora do Observatório Eleitoral das Américas (USP-OEA). É coordenadora adjunta do Programa USP Municípios da USP. Possui graduação em Ciências Sociais, mestrado e doutorado em Ciência Política pela USP, pós-doutorado na North Carolina State University (NCSU, 2013). Foi Presidente da Comissão de Pós-Graduação e Pesquisa do IRI-USP (2014-2017), Coordenadora da Câmara de Normas e Recursos da Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP (2016-2017), editora da Brazilian Political Science Review (2012-2016), pesquisadora visitante no Center for Latin American Studies da Georgetown University (EUA, Washington, DC, 2000), na City University of New York e na Universidad Autónoma de Madrid (2009). Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Análise de Política Externa, atuando principalmente com os seguintes temas: política externa, regimes internacionais, integração regional, opinião pública, gênero e relações internacionais. É Bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq.

Amâncio Jorge de Oliveira, Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas

Professor Titular da USP, Vice Diretor do Museu Paulista. Possui doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2003) e Livre-Docência pelo Instituto de Relações Internacionais da USP. É pesquisador PQ/CNPq, coordenador científico do Centro de Estudos das Negociações Internacionais (NAP-Caeni). Coordenador do São Paulo School of Advanced Science on Science Diplomacy and Innovation Diplomacy (InnSciD SP). Foi Vice-Diretor do Instituto de Relações Internacionais da USP (2014-2018), representante dos Professores Titulares no Conselho Universitário, secretário executivo da Associação Brasileira de Ciência Política (2009 a 2012) e presidente da Comissão de Pós-Graduação e Pesquisa do IRI-USP (2009 a 2013) Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Relações Internacionais, atuando principalmente nos seguintes temas: negociações internacionais, diplomacia científica, política externa e empresariado.

Publicado

August 26, 2010

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

ISBN-13 (15)

ISBN: 978-85-7983-065-5

Date of first publication (11)

2010

Dimensões físicas

160mm x 230mm x 24mm

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: PDF

PDF

Dimensões físicas