A UNIVERSIDADE ENTRE O CONHECIMENTO E O TRABALHO: o dilema das ciências

Autores

Marcos Del Roio (ed)
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas.
https://orcid.org/0000-0003-3276-8789

Palavras-chave:

Universidade, Conhecimento, Trabalho, Políticas Públicas, Globalização

Sinopse

A Faculdade de Filosofia e Ciências - FFC, localizada no campus de Marília-SP da UNESP - Universidade Estadual Paulista, inicialmente, como meio de fazer circular e interagir o conhecimento gerado no seu próprio seio, entendeu organizar um Simpósio de Filosofia e Ciência. Esse evento, ocorrido pela primeira vez em 1995, ganhou um caráter bienal e, com o passar do tempo, extravasou amplamente as fronteiras da Faculdade e da própria UNESP.
As razões desse crescimento quantitativo qualitativo são relativamente fáceis de serem identificadas. Por um lado, mesmo com toda a contingência orçamentária de que a Universidade pública vem sendo vítima dos sucessivos governos estaduais e federais, a FFC assistiu a um significativo crescimento em número de estudantes e em número de cursos. A Faculdade que oferecia cinco cursos de graduação, hoje conta com nove cmsos de graduação, ainda que precarizados pela falta crônica de professores, e quatro programas de pós-graduação, atendendo mais que o dobro de estudantes que antes atendia. Ainda que com evidente limitação na infraestrutura e mesmo com a diminuição no número de professores, a FFC conseguiu organizar um número significativo de Grupos de Pesquisa e de Grupos de Estudos, além de jornadas científicas temáticas cobrindo todas as áreas do conhecimento que perpassam as atividades dos seus nove departamentos acadêmicos.

Selo Editorial:

 Unesp_Marília_Publcações2.jpg

Capítulos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Giovanni Alves, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Sociologia e Antropologia.

GIOVANNI ALVES é professor livre-docente da,UNESP (Universidade Estadual Paulista) - Campus de Marília/SP e professor do programa de pós-graduação da UNESP-Marília e do Doutorado em Ciências Sociais da UNICAMP. É pós-doutor pelo Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra (Portugal); e pela Universidade Complutense de Madri (Espanha). É pesquisador do CNPq com bolsa-produtividade desenvolvendo projeto de pesquisa intitulado "A Arca de Noé: A experiência da precariedade dos trabalhadores com aplicativos de transporte no Brasil (2020-2024). É um dos líderes do GPEG (Grupo de Pesquisa ?Estudos da Globalização?) e da RET (Rede de Estudos do Trabalho) (www.estudosdotrabalho.org). Coordena os seguintes projetos de extensão universitária: Projeto de Extensão Tela Critica (www.telacritica.org) voltado para a produção de material pedagógico de conteúdo sociológico que visa discutir temas da sociedade global através da análise critica de filmes do cinema; Projeto CineTrabalho, voltado para a produção de vídeos que tratem das experiências vividas do mundo do trabalho. É autor de vários livros e artigos na área de trabalho, sindicalismo, reestruturação produtiva, precarização do trabalho e saúde do trabalhador.

Marcos Del Roio, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas.

Formado em História e Ciências Sociais pela FFLCH-USP, em nível de bacharelado e licenciatura. Fez o Mestrado em Ciência Política no IFCH-UNICAMP e o doutorado em Ciência Política na FFLCH-USP. Conta com curso de especialização em Política Internacional na Facoltà di Scienze Politiche da Università Statale di Milano. Fez estágio pós doutoral em Política Internacional (1999) nessa mesma instituição e depois em Filosofia do Direito na Università di Roma Tre (2006)e Filosofia Política na Università Statale di Bologna (2011). É Professor Titular em Ciências Políticas na Faculdade de Filosofia e Ciências da UNESP (campus de Marilia), na qual pesquisa e orienta principalmente nas áreas de Teoria Política do Socialismo e Política Operária, contando com Bolsa de Pesquisa 1 C do CNPq. Conta ainda com diversas publicações em forma de livros, capítulos de livro, artigos e outras, no Brasil e no exterior. É também editor da revista Novos Rumos, presidente do Instituto Astrojildo Pereira e foi presidente da International Gramsci Society Brasil (2017-2019). Atualmente é coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UNESP-FFC (2017-2021).

Osvaldo Pessoa Júnior, Universidade de São Paulo, Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

Possui graduação em Física (1982) e Filosofia (1984) pela Universidade de São Paulo, mestrado em Física Experimental pela Universidade Estadual de Campinas (1985) e doutorado em História e Filosofia da Ciência na Indiana University, EUA (1990). Trabalhou na Universidade Estadual de Feira de Santana (2001) e na Universidade Federal da Bahia (2002), e atualmente é professor livre-docente do Depto. de Filosofia, FFLCH, USP. Tem experiência na área de Filosofia da Ciência, atuando principalmente em filosofia da física, modelos causais na história da ciência, e filosofia da mente.

Júlio Romero Ferreira, Universidade Metodista de Piracicaba, Programa de Pós Graduação Em Educação.

JULIO ROMERO FERREIRA CONCLUIU O DOUTORADO EM EDUCACAO PELA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS EM 1989. ATUALMENTE E PROFESSOR TITULAR DA UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA - INSTITUTO EDUCACIONAL PIRACICABANO. PUBLICOU 16 ARTIGOS EM PERIODICOS ESPECIALIZADOS E 45 TRABALHOS EM ANAIS DE EVENTOS. POSSUI 11 CAPITULOS DE LIVROS E 3 LIVROS PUBLICADOS. POSSUI 61 ITENS DE PRODUCAO TECNICA. PARTICIPOU DE 30 EVENTOS NO BRASIL. ORIENTOU 44 DISSERTACOES DE MESTRADO E 6 TESES DE DOUTORADO, ALEM DE TER ORIENTADO 2 TRABALHOS DE CONCLUSAO DE CURSO NAS AREAS DE EDUCACAO E PSICOLOGIA. ATUA NA AREA DE EDUCACAO. EM SUAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS INTERAGIU COM 22 COLABORADORES EM CO-AUTORIAS DE TRABALHOS CIENTIFICOS. EM SEU CURRICULO LATTES OS TERMOS MAIS FREQUENTES NA CONTEXTUALIZACAO DA PRODUCAO CIENTIFICA, TECNOLOGICA E ARTISTICO-CULTURAL SAO: EDUCACAO ESPECIAL, INCLUSAO, POLITICA EDUCACIONAL, POS-GRADUACAO, DEFICIENCIA MENTAL, FORMACAO DE PROFESSORES, POLITICAS PUBLICAS, PRODUCAO DISCENTE, EDUCACAO FISICA E INCLUSAO ESCOLAR.

Sueli Andruccioli Félix, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciências Políticas e Econômicas.

Graduada em Ciencias Sociais pela UNESP - Universidade Estadual Paulista (1977), mestrado (1989) e doutorado (1996) em Geografia (Organização do Espaço) pela UNESP/Rio Claro. Professor/pesquisador da UNESP e Bolsista Produtividade em Pesquisa CNPq (desde 2000). Editora da Revista LEVS (Laboratório de Estudos da Violência e Segurança da Unesp). Líder do GUTO - Grupo de Pesquisa e Gestão Urbana de Trabalho Organizado em violência e segurança (desde 2000). Membro da Frente Parlamentar de Segurança Pública da ALESP (Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Atualmente é colaborador do Centro de Altos Estudos de Segurança ´Cel PM Nelson Freire Terra´ (CAES/PMESP). Avaliadora Institucional e de Curso do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes/INEP/MEC). ex Coordenadora de Análise e Planejamento da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (CAP/SSP/SP). Experiência na área de Ensino de Geografia e em Demografia, com ênfase em Políticas de Segurança Pública e População, atuando principalmente nos seguintes temas: criminalidade, segurança pública, geografia do crime, crime e políticas públicas.

Plácida Leopoldina Ventura Amorim da Costa Santos, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Ciência da Informação.

Livre-docente em Catalogação pela UNESP (2010), doutora em Letras - Semiótica e Lingüística Geral pela FFLCH/USP (1994), mestre em Ciência da Informação pela PUC de Campinas (1983) e bacharel em Biblioteconomia pela UNESP (1980). Docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da FFC/UNESP, na linha de pesquisa Informação e Tecnologia. Vice-Lider do Grupo de Pesquisa ? Novas Tecnologias em Informação (GP-NTI). Desenvolve suas pesquisas nas temáticas: Metadados, Catalogação e Tecnologias, Intersemiose Digital, Redes de Informação, Mapa do Conhecimento Humano. Pesquisadora CNPq(2004-2019), coordenadora do GT8 - Informação e Tecnologia, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação - Ancib (2013-2016). Editora da revista Informação & Tecnologia (Itec), membro do corpo editorial das revistas Brazilian Journal of Information Science: research trends e Revista Eletrônica Informação e Cognição. Parecerista ad hoc de agências de fomento e de periódicos científicos, participa como revisora e como membro de Comitês Científicos de periódicos científicos em Ciência da Informação no Brasil e no exterior. Membro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação ANCIB e membro da Diretoria da Sociedade Brasileira de Ciência Cognitiva SBCC. 

Aldo de Albuquerque Barreto, Datagramazero (Rio de Janeiro).

Possui graduação em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1968), Mestrado e Ph.D. em Information Science ambos pela The City University de Londres Inglaterra. Atua em ensino, pesquisa e dedica-se à docência na pó-graduação e formação de pesquisadores doutores. Em pesquisa tem se direcionado para estudos sobre a relação da informação com o conhecimento e inovação na organização e na sociedade. Pesquisa,ainda, sobre a estrutura e o fluxo da informaçãol e os seus estoque de acervamento de conteúdos; as novas formas de escrita e leitura no contexto das conexões imediadas. Edita há quatorze anos o periódico eletrônico DataGramaZero. Está registrado como lider de pesquisa no Diretório dos Grupos de pesquisa do CNPq. Atualmente é Pesquisador Sênior do CNPq titulo vitálicios daquela instituição, concedodo como "reconhecimento a uma vida dedicada à pesquisa em ciência e tecnologia" e pesquisador colaborador do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia, atuando junto à Coordenação de Ensino e Pesquisa, Ciência e Tecnologia da Informação, situada no Núcleo do Rio de Janeiro.Aldo de Albuquerque Barreto. Atalmente é professsor da Unama- Universidade da Amazonia em Belem do Pará.

José Antonio Moreiro, Universidad Carlos III de Madrid.

Diplomado en Profesorado, Universidad Complutense 20/06/1974. Licenciado en Filosofía y Letras, Universidad Nacional de Educación à Distancia - UNED - Faculdade de Geografia e História, (1981), Doctorado en História, Universidad Nacional de Educación à Distancia -UNED - (25/06/1985). Pós- doutorado pela Universidade de São Paulo-ECA-USP (1989). Actualmente, Catedrático de Universidad - Universidad Carlos III de Madrid. Líneas de investigación- descripción palabras claves:. - Teoría e Historia de la Documentación; - Análisis de contenido textual; - Análisis documental de imágenes; - Formación universitaria de los documentalistas : Mercado de trabajo. Evaluación de programas de formación superior Indicadores generales de calidad de la producción científica Número de tesis doctorales dirigidas en los últimos 6 años: 7 Número de tesis doctorales dirigidas: 30 Citas totales: 1708 (Datos de Google Académico) Promedio de citas últimos 6 años: 118 (Datos de Google Académico) Índice h: 21 (Datos de Google Académico) Artículos indizados (30/06/2019): JCR (WoS): Q1-2; Q2: 3; Q3: 10; Q4: 12. Total: 27; SCOPUS: Q1-2; Q2: 5; Q3: 18; Q4: 7. Total: 32.

Roberto Nardi, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências de Bauru, Departamento de Educação.

Licenciado em Física pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP (1972), mestre em Science Education pela School of Education da Temple University, Filadélfia, E.U.A. (1978), doutor em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, FEUSP (1989) com estágio de pós-doutoramento na Universidade Estadual de Campinas - Unicamp (2004-2005). Docente no Departamento de Física da Universidade Estadual de Londrina - UEL (1980-1993). Secretário para Assuntos de Ensino da Sociedade Brasileira de Física - SBF (1991-1993), Secretário Executivo, Vice-Presidente e Presidente da Associação Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências - ABRAPEC (2000-2005). É membro efetivo da European Science Education Research Association - ESERA. A partir de 1994 atua no Departamento de Educação e no Programa de Pós-graduação em Educação para a Ciência da Faculdade de Ciências da UNESP, Bauru, como Professor Associado, Livre Docente. É Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1-A do CNPq e um dos líderes do Grupo de Pesquisa em Ensino de Ciências, interessando-se por temas relacionados ao ensino de Ciências, particularmente ensino de Física, em questões relacionadas ao ensino, à aprendizagem e à formação inicial e contínua de professores. Foi Coordenador da Área de Ensino de Ciências e Matemática e Membro do Conselho Técnico Consultivo do Ensino Superior (CTC-ES) da Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Ensino Superior (CAPES) no triênio 2008-2011. É atualmente presidente (chair) da International Comission on Physics Education (C14) da International Union of Pure and Applied Physics - IUPAP, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação para a Ciência e editor da revista Ciência & Educação, UNESP - Campus de Bauru.

Anna Maria Pessoa de Carvalho, Universidade de São Paulo, Faculdade de Educação, Departamento de Metodologia do Ensino e Educação Comparada.

Licenciada e bacharel em Física pela USP. Fez seu doutoramento em Educação, na área de ensino de ciências na FEUSP. É pesquisadora senior do CNPq, professora da Pós-Graduação em Educação da FEUSP e da Pós-Graduação Interunidades de Ensino de Ciências ambos da USP e coordenadora do Laboratório de Pesquisa e Ensino de Física/LAPEF da FEUSP. Foi dietora da FEUSP no período de 1994-1998. Pertenceu a Diretoria da SBF (Secretária de Ensino) e foi represetante brasileira na International Commission on Physics Education (1991-2000) quando foi eleita secretária por dois mandatos (1994-2000). Foi presidente do Conselho Curador e Diretora Executiva da Fundação de Apoio à Faculdade de Educação - FAFE. Pertenceu aos C.As de Educação do CNPq e da CAPES. É representante brasileira no Conselho Interamericano de Ensino de Física (foi presidente deste Conselho no período de 1991-1993). Pertence a Academia Paulista de Educação. 

Menga Lüdke, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Centro de Teologia e Ciências Humanas, Departamento de Educação.

Licenciatura em Filosofia, USP, doutorado em Sociologia, Universidade de Paris X, pós-doutorado Universidade da Califórnia, Berkeley e Instituto de Educação da Universidade de Londres. Pesquisadora convidada: Universidade Jules Verne, Amiens, França; INRP, Lyon, França; e Faculdade de Educação da Universidade de Cambridge. Visiting Professor, Institut of Education, University College of London (Cátedra Anísio Teixeira). Professora titular da PUC-Rio. Pesquisa na área de educação sobre problemas da formação, pesquisa e profissão docentes, socialização profissional de professores e avaliação escolar. Coordena o GEProf (Grupo de Estudos sobre a Profissão Docente), com estudantes de pós-graduação e graduação, focalizando no momento problemas do estágio supervisionado como um dos aspectos mais frágeis na formação de professores, com bolsa do CNPq - Nível 1A. 

Maria do Rosário Longo Mortatti, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Filosofia e Ciências - Campus de Marília, Departamento de Didática.

ESCRITORA E PROFESSORA TITULAR da UNESP - Universidade Estadual Paulista. Livre-Docente (1997) pela UNESP. Licenciada em Letras (1975) pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Araraquara-SP; Mestre em Educação (1987) e Doutora em Educação (1991), pela Faculdade de Educação da UNICAMP - Universidade Estadual de Campinas-SP. Atua no curso de Pedagogia e no Programa de Pós-Graduação em Educação da UNESP - Marília. Atuou em escolas públicas e particulares paulistas, como professora de língua portuguesa e literatura e coordenadora pedagógica. É líder do GPHEELLB - Grupo de Pesquisa História da Educação e do Ensino de Língua e Literatura no Brasil, criado em 1994. É Presidente Emérita da ABAlf - Associação Brasileira de Alfabetização. Integra a Diretoria da UBE -União Brasileira de Escritores. Livros publicados: Ficção: "Mulher emudecida" (contos) (Scortecci, 2021); 'Mulher umedecida' (poemas) (Scortecci, 2020; 2. ed, rev, e ampl., 2021); 'Breviário amoroso de Sóror Beatriz' (Patuá, 2019) Não ficção: Editora Unesp: 'Receita de ambrosia' (2020); 'Métodos de alfabetização no Brasil: uma história concisa' (2019); 'Entre a literatura e o ensino: a formação do leitor' (2018); 'Diálogos apócrifos...' (2016); 'Os sentidos da alfabetização: São Paulo-1876/1994' (2000; 2a ed rev. ampl. 2021); 'Educação e letramento' (2004); Martins Fontes: 'Leitura, literatura e escola: sobre a formação do gosto' (1989); Oficina Universitária: 'Em sobressaltos: formação de professora' (3. ed rev. amp..2019);. É também autora/coautora de artigos e capítulos e coorganizadora/organizadora de livros, com destaque para: 'Alfabetização no Brasil: uma história de sua história' (Oficina Universitária; Cultura Acadêmica/Ed. Unesp, 2011), vencedor do 54o. Prêmio JABUTI - Educação - 2012; 'História do ensino de leitura e escrita: métodos e material didático' (Oficina Universitária; Cultura Acadêmica/Ed. Unesp, 2014), finalista do 57o. Prêmio Jabuti - Educação e Pedagogia - 2015.

Lucia Cavalcanti de Albuquerque Williams, Universidade Federal de São Carlos, Centro de Educação e Ciências Humanas, Departamento de Psicologia.

Professora Titular do Departamento de Psicologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), fundadora do LAPREV (Laboratório de Análise e Prevenção da Violência) que faz pesquisa, ensino e extensão sobre o enfrentamento e prevenção da violência, intrafamiliar e a violência na escola. Possui Pós-Doutorado pela Universidade de Toronto (Canadá), Doutorado em Psicologia Experimental (USP/SP), Mestrado em Psicologia pela Universidade de Manitoba (Canadá) e Bacharelado e Licenciatura pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP). Supervisiona alunos no Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UFSCar. É pesquisadora do CNPq (nível 1-A) e autora de diversos livros e artigos científicos, tendo recebido premiações nacionais e internacionais (as mais pertinentes "Práticas Exemplares numa Perspectiva de Gênero e Etnia em Saúde", da Organização Panamericana de Saúde, OPAS/OMS e Prevenção do Abuso Infantil da Women´s World Summit Foundation em Genebra, ambos em 2009. Ministrou curso como professora visitante na Pós Graduação em Psicologia da Universidade de Mar Del Plata - (2010) e Universidade Nacional de Córdoba (2012), ambas na Argentina. Proferiu diversas palestras internacionais: na sede da ISPCAN (International Society for the Prevention of Child Abuse & Neglect), em Chicago, 2008, na sede da American Psychological Association em Washington, em 2009 e no Departamento de Psicologia da Southern Methotodist University (SMU), em Dallas (2013). Tem diversas parcerias internacionais, como por exemplo com a American Psychological Association (APA) para validação no Brasil do programa ACT de treinamento de pais. Foi Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Psicologia (2009-2013). Foi Professora Visitante (Visiting Fellow) em Sidney Sussex College, Universidade de Cambridge, Inglaterra (janeiro-março de 2015). Eleita para o Conselho da ISPCAN - International Society for the Prevention of Child Abuse & Neglect, gestão 2016-2022.

Maria Cristina da Cunha Pereira, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Faculdade de Educação, Departamento de Distúrbios da Comunicação.

Possui mestrado em Lingüística Aplicada ao Ensino de Línguas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1977) e doutorado em Lingüística pela Universidade Estadual de Campinas (1990). Atualmente é professora titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e lingüista da Divisão de Educação e Reabilitação dos Distúrbios da Comunicação, da PUCSP. Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Lingüística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: linguagem e surdez, escrita e surdez, educação de surdos, leitura e surdez e ensino/aprendizagem da língua portuguesa para/por criança surda. Faz parte, desde 1986, do Conselho Editorial da revista Distúrbios da Comunicação, publicada pela PUCSP; desde 2004. É parecerista ad hoc da FAPESP. É líder do Grupo de Pesquisa Linguagem e Surdez, cadastrado no CNPq em 2002.

Downloads

Publicado

May 21, 2005

Licença

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: E-book

E-book

Dimensões físicas

Detalhes sobre o formato disponível para publicação: Impresso

Impresso

ISBN-13 (15)

85-86738-27-1

Date of first publication (11)

2005

Dimensões físicas